no

Você beberia um vinho de 1650 anos?

O vinho de 1650 anos foi encontrado durante a escavação de um nobre romano. Você teria coragem de bebê-lo?

Além de delicioso, o vinho também é um item cultural fortemente presente na vida humana desde a antiguidade.

garrafa de vinho de 1650 anos
Imagem: Reprodução

Dito isso, você provavelmente já deve ter ouvido falar que muitos detalhes sobre como a degustação de vinhos pode ser “exagerada.”

Por exemplo, basta colocar um ano bem antigo quando você estiver descrevendo a garrafa e você já verá que os convidados vão achar mais chique.

Mas há uma garrafa no mundo que provavelmente nunca saberemos se ela faz jus à sua safra única. Conhecida como Speyer, ela tem pelo menos 1.650 anos!

Notas de azeite e ervas

De onde veio esse vinho e como sobreviveu por tanto tempo? A parte da história que sabemos com certeza começa em Speyer, na Alemanha, no ano de 1867.

Enquanto escavavam uma tumba romana que data de 325 a 350 CE, os arqueólogos descobriram dois sarcófagos contendo os restos mortais de um homem e uma mulher, respectivamente, e uma variedade de garrafas de vidro que provavelmente deveriam acompanhar o casal em sua jornada para a vida após a morte.

Embora a maioria das garrafas tenha sido rachada ou esvaziada, uma permaneceu intacta e cheia de líquido. Uma análise da parte externa da garrafa de Speyer mostrou que seu conteúdo era alcoólico, se não particularmente apetitoso.

Porque, embora ainda houvesse uma quantidade razoável de líquido dentro, cerca de dois terços haviam se congelado em uma substância dura e resinosa, graças ao método de preservação romano de selar o vinho com uma camada de azeite. Uma mistura de ervas provavelmente terminou o processo para dar um sabor adicional. Em suma, provavelmente não é a bebida mais atraente neste momento – especialmente porque não é mais alcoólica.

vinho de 1650 anos. Você beberia?

Sim, infelizmente, a garrafa de Speyer não deixará você mais bêbado, embora talvez tenha proporcionado algum conforto aos ocupantes da tumba. Se você conseguir convencer os responsáveis ​​pelo Museu de História de Pfalz , que abriga a garrafa há mais de um século, você tecnicamente pode beber.

De acordo com a professora de vinhos Monika Christmann, “provavelmente não é estragado micro biologicamente, mas [como você pode ver com base em sua aparência] não traria alegria ao paladar”.

Embora alguns cientistas tenham pedido para poder abrir a garrafa e analisar o conteúdo quimicamente, Ludger Tekampe , chefe de departamento encarregado de armazenar a garrafa, é inflexível. “Não temos certeza se o choque pode ou não suportar o ar. Ainda é líquido, e há quem acredite que ele deva ser submetido a novas análises científicas, mas não temos certeza”.

A garrafa é um tesouro por si só – mas não sentimos tanta vontade assim de experimentá-la. E você, beberia este vinho de 1650 anos?

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Twitch Emotes – Origem do Meme

Loucos por gatos: pratos decorados purfeitos para deixar as refeições mais divertidas