Followers

A verdadeira história da princesa iraniana Qajair

14 set, 2017
62582 Views

Recentemente, diversas pessoas compartilharam parte da história da princesa iraniana Qajair que teve 145 pretendentes da alta nobreza e 13 deles tiraram a vida após sua rejeição. Provavelmente o que assustou a maioria das pessoas, é o fato de ela ter sido considerada o símbolo da perfeição e da beleza.

Mas a história dela vai muito além disso…

O nome da princesa é Zahra Khanom é Tadj-Saltaneh, pertencente à dinastia Qajair (ou Kayar, de acordo com várias traduções), família real iraniana de origem turca que estava no poder de 1785 até 1925, quando eles foram derrubados pela dinastia Pahlavi.

Entre 1848 e 1896 o rei do Irã foi Nasser al-Din e a princesa Zahra Khanom é Tadj-Saltaneh era uma de suas filhas, uma mulher revolucionária.

Embora casada teve quatro filhos como esperado para as mulheres de seu tempo, anos mais tarde, divorciada, algo impensável naqueles tempos e em uma sociedade como o Irã. Algum tempo depois, se tornou uma musa do poeta Aref Qazvini. 

Zahra Khanom-Saltaneh Tadj lutou pelos direitos das mulheres, a criação da sociedade de liberdade das mulheres. Em adição, ela era pintora, escritora e uma das primeiras mulheres a usar roupas ocidentais no Irã.

Era uma mulher à frente de seu tempo, uma feminista e é estudada por pesquisadores do mundo todo que querem compreender a sua figura e o impacto que ela gerou e ainda gera na história.

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.