Followers

Um Strike Made in USA

20 mar, 2009
494 Views
1 Comments

Gafes. Todo mundo comete gafes, uns mais, outros menos. Mas aquela cara de mico é geral para todos. Boas gafes ficam na memória. Tem as dos artistas, celebridades, personalidades mundiais e grandes líderes. O certo é que, em algumas situações, você sabe que aquilo soou pior, muito pior, do que você queria dizer.

Yes we can... too!

Yes we can... too!

A última vítima dessa calamidade social foi nosso mais novo super-herói, Barack Hussein Obama II. Por mais que ele seja o máximo, primeiro presidente afrodescendente da história dos Estados Unidos. Viajando pela Califórnia (que está numa draga absurda, devendo bilhões pro governo federal), Obama foi convidado no programa “Tonight Show” do “Zé Queixada” Jay Leno, o Jô Soares americano, um dos programas mais vistos por lá.

Recapitulando: Presidente americano num programa de altíssima audiência. Qual a última coisa que se quer cometer? Sim, caros leitores. Uma gafe daquelas. Caso tenha errado a resposta, volte ao começo do texto e preste um pouco mais de atenção no assunto.

Todo mundo conhece boliche, certo? Esporte folcloricamente americano em que se tenta derrubar pinos com uma bola desnecessariamente pesadas jogando-a através de uma pista estupidamente encerada até se alcançar a utópica falta de atrito, tradicionalmente vestido com uma roupa ridícula pra combinar com os sapatos. A informação mais importante sobre boliche, entretanto, é que TODO MUNDO é uma porcaria jogando, a não ser os profissionais. Nenhum jogador de fim de semana joga igual aos profissionais, que marcam a pontuação máxima, 300 pontos.

Você agora deve estar se perguntando o que boliche e Mr. Obama têm em comum. É aí que entra nossa atriz principal, a Gafe. Respondendo à pergunta sobre seu desempenho na pista de boliche da Casa Branca (por isso que o Bush foi pra guerra, boliche e Bárbara), o presidente respondeu que tinha conseguido 129 pontos e completou: “É como nas Olimpíadas Especiais ou algo similar”.

A frase do porta-voz da Casa Branca explica o que aconteceu: “O presidente fez uma declaração fora de tom ao fazer piada sobre sua habilidade no boliche, que de nenhuma maneira tinha a intenção de ridicularizar as Olimpíadas Especiais”.

Isso me lembra algumas frases de porta-vozes brasileiros. Pelo jeito não é exclusividade tupiniquim.

"Isso é produto nosso, companheiro Obama!"

"Isso é produto nosso, companheiro Obama!"

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.