no

Stray: o jogo do gato

stray jogo

Se você é apaixonado por games e também curte uns gatinhos, este jogo promete te prender! Conheça Stray: o jogo do gato em um mundo cyberpunk.

O game tem muitas coisas em comum com outros jogos de aventura. Você tem que resolver quebra-cabeças, navegar em um ambiente urbano denso e utilizar furtividade para evitar inimigos poderosos. 

Também há personagens para fazer amizade e coisas para colecionar. 

Mas há uma diferença fundamental entre Stray e seus contemporâneos: você joga como um gato . 

Isso pode soar como uma pequena reviravolta ou até mesmo um truque, mas, na realidade, a mudança de perspectiva faz com que Stray pareça refrescantemente novo. 

Você ainda está em um mundo grande e complexo, mas agora você o está vendo do nível do solo. Isso muda tudo, desde a exploração até os quebra-cabeças. 

E, juntamente com uma história agridoce que oscila entre alegria, desgosto e até ocasionalmente horror, é um dos melhores jogos do ano até agora.

Em Stray, você joga como um gato sem nome que se encontra separado de seus amigos felinos no início do jogo e mergulhado em um mundo subterrâneo povoado por robôs em vez de pessoas. Inicialmente, o objetivo é simples: voltar à superfície. 

Rapidamente, porém, a busca se torna algo mais. 

Eventualmente, você se junta a um drone fofo chamado B12, e os mistérios do mundo começam a se acumular. 

Em seu caminho para a superfície, você sobe pelas camadas da sociedade robótica – literalmente – aprendendo mais não apenas sobre suas vidas e história, mas também sobre o que diabos aconteceu com os humanos. 

Além disso, existem os zurks, um misterioso enxame de monstros semelhantes a insetos que comem aparentemente qualquer coisa. 

Isso inclui os robôs, que é o que mantém as máquinas restritas a várias favelas subterrâneas, além de gatinhos fofos.

Embora possa não parecer, o jogo do gato é coerente e surpreendente

jogo do gato

A história também fornece uma boa reviravolta no clássico protagonista silencioso. Ao contrário, digamos, Link de The Legend of Zelda , aqui faz sentido que seu herói nunca fale porque, bem, é um gato. 

Ocasionalmente, você é capaz de se comunicar via tradução de seu amigo drone, mas na maioria das vezes, Stray é um jogo em que suas ações falam. 

Você pode agradar os robôs fazendo favores grandes e pequenos – estes podem variar de ajudar uma avó-robô a tricotar um poncho aconchegante com fios elétricos ou reunir pai e filho atravessando esgotos perigosos e cheios de zurks.

A história de é relativamente curta mas consegue te prender, com temas que vão desde a desigualdade de riqueza até o desastre ambiental, sem mencionar o destino muito importante do próprio gato.

As críticas também estão curtindo bastante até agora, e eu estou doidinha pra começar a jogar!

E aí, já jogaram?

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
construções bizarras

13 construções únicas ao redor do mundo

gatos amaram stray

Gatos também amaram Stray