Followers

Saiba tudo sobre a História do Xbox!  

03 jul, 2019
1337 Views

O primeiro modelo do Xbox tinha um visual semelhante a uma caixa e competiu com consoles da sexta geração. Ele foi a primeira aposta da Microsoft, sendo o console americano pioneiro desde o lançamento do Jaguar Atari, em 96. 

Vamos conhecer um pouco mais e entender o porquê ele deu tão certo! 

Desenvolvimento

Tudo começa em 1995, ano de lançamento do famoso Windows 95 e também época em que os consoles estavam entrando em sua quinta geração – games em 3D, CDs e consoles multimídias. 

Analisando o mercado de games em constante crescimento, a Microsoft queria mostrar que o sistema operacional deles poderia ser uma ótima alternativa para os jogos. O problema é que era muito difícil para os programadores desenvolverem jogos na plataforma Windows naquela época, pois eles tinham que criar todos os scripts de comunicação entre o hardware e o software. Esta dificuldade tornava o processo mais lento e, por isso, os consoles pareciam a única alternativa viável para os jogos. 

No mesmo ano, a Microsoft lançou a solução para trazer mais desenvolvedores para os jogos de computador: o DirectX, uma biblioteca de APIs que fazia o gerenciamento da comunicação entre o Software e o Hardware, que mesmo ainda não sendo instável, já facilitava um pouco a vida dos programadores. 

Para completar o lançamento da API, eles também divulgaram o Windows Games Sdk, o kit de desenvolvimento do Windows. Porém, conforme o tempo passava, os desenvolvedores continuavam evitando o sistema operacional, acreditando que ele não fornecia a estabilidade e confiabilidade dos consoles. 

Foi então que, em 1998, um membro da equipe do DirectX teve uma ideia que poderia resolver este problema da Microsoft. Para provar que a API daria certo, eles construíram um console inteiro baseado em DirectX. O time de desenvolvimento do primeiro protótipo de videogame da Microsoft era formado por quatro pessoas: Kevin Bacchus, Seamus Blackley, Ted Hase e Otto Berkes. 

Uma curiosidade interessante é que o console iria se chamar DirectX Box, por conta do nome da API, e foi encurtado para o nome que conhecemos hoje: Xbox. A equipe de marketing não gostou muito da ideia, e chegaram inclusive a fazer uma lista de nomes que eles consideravam mais populares. Mesmo assim, o nome Xbox permanece até hoje e com uma ótima aceitação do público. Outra curiosidade legal, é que o primeiro protótipo tinha o formato de um X de cor prata.

O primeiro Xbox

O lançamento do primeiro console da Microsoft foi no dia 15 de novembro de 2001, na América do Norte, e só chegou para o resto do mundo no começo de 2002. Inicialmente, ele custava $299 dólares e vendeu um milhão de unidades em três semanas. 

Ele tinha 64MB de RAM e um espaço interno entre 8 e 10 GB, e conquistou principalmente o mercado Europeu. Um dos games que fez com que o console fosse tão bem aceito foi Halo, um jogo exclusivo de tiro que entrou para a lista de grandes títulos da época. 

O primeiro controle do Xbox entrou para o livro dos recordes de 2008 como o maior de todos os tempos. Ele era enorme e fugia totalmente dos padrões da época. Porém, só depois que os jogadores começaram a reclamar, foi que eles lançaram o controle S, que era menor que o original e acabou substituindo a primeira versão. 

Em 2002, a Microsoft lança o Xbox Live, um serviço que permitia jogar online. Não foi a primeira empresa a fazer isso, mas fornecia uma conexão estável de internet para os games e, na primeira semana, cerca de 150 mil jogadores adotaram o serviço. 

O primeiro Xbox teve uma vida útil de quase oito anos, sendo descontinuado em 2 de março de 2009, afinal de contas, a gigante Microsoft agora precisava evoluir ainda mais, pois estava ganhando muita atenção dos gamers. 

XBox 360

Com o console ganhando mercado e aceitação do público, a Microsoft foi motivada a continuar a evolução no Universo dos games, tendo o lançamento do Xbox 360 em novembro de 2005. Desta vez, as vendas alavancaram e o aparelho chegou a vender mais de 77 milhões de unidades.

Várias unidades de disco rígido foram produzidas, incluindo opções em 4, 20, 60, 120, 250 ou 320 GB. No interior, o Xbox 360 usa uma CPU de três núcleos da IBM chamada de ”Xenon”, com cada núcleo capaz de processar simultaneamente dois tópicos (threads), e, portanto, podendo operar em até seis segmentos de uma vez. Sua memória RAM tinha 512 MB de Tamanho que Compartilhava com sua GPU ou seja As desenvolvedoras de Jogos eram livres para aumentar as texturas no Xbox 360 pois sua memoria de GPU era maior que no Concorrente PS3, com Apenas 256 MB.

Em 2010 eles lançaram o sensor Kinect, em resposta clara ao controle de movimento de um de seus maiores concorrentes- Nintendo Wii.

O sensor permite jogar sem nenhum controle usando um sensor de movimento do corpo do próprio gamer.

Com um design já diferente de seu antecessor, o Xbox 360 ainda teve algumas versões até o lançamento do Xbox One, que corrigiram falhas e apresentaram novas tecnologias e adaptações.

XBox One

O terceiro console da empresa foi anunciado no dia 21 de maio de 2013 e lançado no mês de novembro do mesmo ano. Ele foi introduzido no mercado oito anos após o lançamento de seu antecessor. 

As especificações técnicas do Xbox One são bem parecidas com as do seu concorrente Playstation 4, contando com um processador AMD de oito núcleos, 8gb de memória RAM DDR3 e HD de 500gb da Microsoft. 

Junto ao novo console também chegou o Kinect 2.0, uma versão mais evoluída que melhorou a detecção dos movimentos. Ele permite identificar até mesmo gestos mais sutis, aumentando o campo de visão em 60% e possibilitando que ele funcione em menor distância, com capacidade para identificar até seis pessoas, mesmo com baixa iluminação. 

Uma das características que mais agradou aos fãs foi o controle, cuja criação custou cerca de 100 milhões de dólares à Microsoft – que não mediu esforços para melhorar o design, a resistência e o funcionamento geral do acessório. 

E foi nesta geração que QUASE tivemos um videogame que emitisse cheiros. Os programadores chegaram a testar um sensor aromático no console, para que pudessem aguçar outros sentidos dos jogadores. Mas a ideia acabou sendo descartada. 

Xbox One X

Embora o aparelho seja considerado da “mesma família” do Xbox One, ele conta com um hardware muito mais poderoso, sendo 40% melhor que qualquer outro aparelho e permitindo jogos em resolução 4k. 

O CPU AMD personalizado 8-core possui velocidade de 2,3 GHz, proporcionando interações mais suaves nos jogos. Com mais velocidade no desempenho do jogo, a memória gráfica de 12 GB GDDR5 possibilita mundos maiores e tempos de carregamento muito mais rápidos. 

O futuro do Xbox

A atual geração de consoles está chegando ao fim, e na E3 2019 a Microsoft já anunciou o Project Scarlett. O sucessor do Xbox One X promete ser muito mais poderoso, usando discos SSD de última geração e memória GDDR6.  O processador será fabricado pela AMD, mesma empresa que colaborou com a produção nos consoles da geração atual. 

Outra novidade importante é que a Microsoft confirmou que voltará a lançar jogos retrocompatíveis. Ou seja, jogos antigos rodarão no console sem problemas! 

Na apresentação, foi dito que a nova versão chegará aos mercados “nas festas de 2020”. Tudo que nos resta é aguardar ansiosamente o lançamento. 

Deu até mais vontade de jogar, né?

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.