no

Rússia X Ucrânia: os horrores da guerra

rússia x ucrânia

Enquanto navegava na internet e buscava me atualizar sobre a guerra entre Rússia X Ucrânia, me deparei com um trabalho que me tocou profundamente.

Trata-se de uma artista ucraniana chamada Olga, que através da sua arte quis compartilhar os horrores da guerra.

Não encontrei muitas informações sobre a artista, mas acredito que a delicadeza de sua arte fala por si.

Esperávamos que, em pleno século XXI nós, todos os povos e países, já deveríamos ter evoluído ao ponto de nunca agir a partir de uma posição de força, mas sim abordar uma posição de negociação, diplomacia, racionalismo e consenso. É o principal objetivo da humanidade.

Todos nós estamos conectados. Nossas energias e almas estão conectadas.

Porém, como estamos acompanhando nas notícias, nem todos concordam com isso.

Por meio de seus desenhos, a artista Olga fez suas “notas de guerra”, compartilhando entre uma imagem e outra a emoção de estar vivendo tempos tão difíceis em seu amado país.

Notas da guerra: Rússia X Ucrânia

Todo ser vivo é um sofredor da guerra. Animais em abrigos e fazendas em territórios ocupados estão morrendo massivamente por falta de comida e água ou após bombardeios. Assisti a um vídeo terrível gravado em Borodyanka. Os voluntários encontraram apenas cerca de 150 animais que sobreviveram de 485.

Olga diz: “Meus amigos e muitas pessoas costumam mencionar a frase “Minha vida é dividida em antes e depois”. Acho que diz tudo sobre o sentimento geral causado pela horrível guerra na Ucrânia. Estes desenhos são uma homenagem às vítimas da guerra. Quero salvar a memória deles e os horrores que o povo ucraniano tem que suportar.”

A vida de Anastasia Yalanskaya terminou no 10º dia da guerra – 4 de março em Bucha. Ela e seus dois amigos foram baleados por ocupantes dentro de um carro enquanto voltavam do abrigo para cães, onde comida para cães foi trazida.

Em 11 de março, ocupantes russos dispararam de um tanque em uma casa de repouso em Kreminna. Aqueles que viveram até a velhice nesta casa simplesmente não mereciam isso – 56 pessoas morreram no local. 15 pessoas que sobreviveram foram sequestradas pelos ocupantes e levadas para os territórios ocupados.

Em Mariupol, um ocupante russo atirou no rosto de uma menina de 11 anos. A bala atravessou a mandíbula e feriu a raiz da língua. Atualmente, Milena Uralova está no hospital com a mãe. Ela está se recuperando, mas ainda está muito nervosa e com medo de qualquer som. Milena sonhava em se tornar uma ginasta profissional.

Boris Romanchenko foi prisioneiro em campos de concentração fascistas e sobreviveu a Buchenwald, Peenemünde, Mittelbau-Dora e Bergen-Belsen. Mas ele não sobreviveu após um bombardeio do exército russo.

Após o bombardeio de seu apartamento em Kharkiv, apenas seus ossos e cinzas foram encontrados. Em 2012, Boris Romanchenko leu o juramento de Buchenwald “para criar um novo mundo onde reinem a paz e a liberdade” durante a celebração do aniversário da libertação do campo de concentração de Buchenwald.

No dia 14 de março houve informação sobre a morte de uma mulher grávida em Mariupol após o míssil atingir a maternidade.

Ela teve uma separação da coxa direita, cesariana não salva o filho… Com este trabalho, Olga gostaria de dedicar esta pequena arte a esta mãe e outras mulheres, que foram obrigadas a sofrer com a guerra.

Por duas semanas, seu trem de evacuação resgatou pessoas da guerra Rússia X Ucrânia. Natalia morreu de estilhaços. Ela tinha 48 anos. A filha diz que quer ser tão corajosa quanto a mãe.

Em 6 de março, uma família de mãe, menino e menina morreu de morteiro perto de Irpin, enquanto tentava alcançar os ônibus de evacuação. Pai, Sergiy Perebyinis, reconheceu a tragédia de fotografias em notícias.

Um voluntário de 26 anos também morreu enquanto ajudava a carregar uma bolsa. 

Em 28 de fevereiro de 2022, perto da vila de Makariv, um veículo de combate russo disparou de um canhão de 30 mm em um veículo vinho. Um casal de idosos estava naquele carro…

Este pequeno desenho foi criado para todos aqueles que começam todas as manhãs verificando se seus parentes e amigos ainda estão vivos e seguros e se suas casas ainda estão de pé.

Sasha perdeu o braço quando ela, seu padrasto e sua mãe foram atingidos tentando deixar Gostomel.

Soldados russos atiraram em uma fila de civis, esperando por pão. 10 morreram no local. Chernihiv, 16 de março de 2022.

Vítimas foram atingidas enquanto fugiam de barco do distrito ocupado de Vyshhorod.

Desde o início da guerra, nos deparamos com histórias horríveis sobre quando as crianças são deixadas sozinhas. O que fazer se uma criança for perdida e você quiser fornecer abrigo temporariamente? O Gabinete do Presidente da Ucrânia, juntamente com a UNICEF e o Ministério da Política Social, criou um chatbot para um telegrama: @dytyna_ne_sama_bot

Em Chernihiv, uma família de 5 pessoas morreu devido a um ataque aéreo. 17 de março de 2022. Nenhuma família será esquecida.

Na tarde de 16 de março, aviões russos lançaram uma bomba superpoderosa em um teatro no centro de Mariupol.

Cerca de mil moradores viviam lá e o usavam como abrigo antiaéreo. Imagens de satélite mostram claramente que na frente e atrás do prédio foram feitas grandes placas brancas em letras maiúsculas “Crianças” para os pilotos de aviação evitarem esse local.

Patrulheiros encontraram um cachorro em um carro quebrado em Bucha. O cachorro estava tão exausto que dormiu bem no vidro quebrado.

O animal foi levado a um veterinário e, depois disso, um dos patrulheiros o levou para si.

Em 29 de março, por volta das 08h45, um míssil russo atingiu um prédio administrativo de nove andares de um estado regional em Mykolaiv. Mais de 30 pessoas foram reconhecidas como mortas até agora.

Vovô protege o sono do bebê em um abrigo para refugiados em Zaporizhzhia.

Em 7 de abril, na aldeia de Motyzhyn, distrito de Bucha, região de Kiev, a chefe da aldeia Olha Sukhenko, seu marido Ihor e o filho Olexandr, que foram mortos pelos militares russos, foram enterrados.

Olga, seu marido e seu filho foram encontrados torturados até a morte pelos militares russos.

Que suas almas descansem em paz…

A Rússia disparou mísseis na estação ferroviária de Kramatorsk. Segundo as autoridades da região, até às 17h00, sabe-se que cerca de 50 pessoas morreram (5 crianças) e quase uma centena ficaram feridas.

Krasnobryzh Igor Vitaliyovych morreu no conflito Rússia X Ucrânia defendendo sua cidade natal Mariupol, onde nasceu e onde viveu.

“Temos apenas uma casa – é o nosso planeta. Devemos mantê-lo seguro”

Embora seja uma frase simples e direta, muitas pessoas não parecem entender de verdade o significado dela.

Cuidar do nosso planeta implica cuidar das pessoas, cuidar do meio ambiente e de todo o nosso ecossistema também.

A guerra é um erro terrível, e a melhor solução para uma guerra é nunca iniciá-la.

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Síndrome do cabelo impenetrável: não existe dia de cabelo ruim

7 curiosidades sobre os gatos