Followers

Roland Garros e o dinheiro que gira com o torneio

O tênis foi consolidado como um dos esportes mais glamourosos do mundo e se tornou bastante famoso no Brasil principalmente por conta de Gustavo Kuerten, conhecido popularmente como Guga, que foi tricampeão de um dos eventos mundiais mais famosos do mundo- Roland Garros.

Como mostra o infográfico criado pelo site de apostas online Betway, o torneio de Roland Garros é um dos eventos com a maior premiação e MUITO, muito dinheiro envolvido- somando mais de 42,6 milhões de euros em premiações, cerca de 190 milhões de reais.
É claro que o dinheiro todo não fica somente com os vencedores- embora tanto o vencedor da disputa masculina quanto da feminina ganhem 10 milhões cada um. É bastante coisa né?

Mas de onde vem tanto dinheiro para uma premiação tão alta? A resposta mais óbvia é que seja boa parte bancada pelos Patrocinadores e direitos de transmissão. Para que vocês tenham uma noção, a Amazon comprou os direitos de transmissão por 5 anos pagando- PASMEM- cerca de 36 MILHÕES POR ANO para transmitir os jogos em sua plataforma de Streamming. E claro que marcas renomados não pagariam pouco para patrocinar um evento deste porte- embora os valores exatos não sejam divulgados.

Outro valor que pode assustar muita gente é a arrecadação da venda dos ingressos. A renda chega a quase 400 milhões! Claro que os preços variam de acordo com os jogos, por exemplo, para assistir uma partida da semi-final feminina, o ingresso mais barato custa em torno de USD $195 podendo chegar a USD $446, enquanto que para assistir uma partida da semi-final masculina você terá que desembolsar pelo menos USD $533 podendo chegar aos singelos USD $1,397 – SIM, quase quatro mil reais para assistir uma partida. E o mais incrível disso tudo é que as quadras LOTAM nos 15 dias do torneio.

Por mais que os ingressos pareçam ‘baratos’, as despesas obviamente não ficam somente no valor de entrada- Para um brasileiro, por exemplo, que queira assistir a algum dos jogos, o valor das passagens de ida e volta à Paris ficam em torno de NOVE MIL REAIS POR PESSOA, sem contar a estadia, alimentação e despesas de locomoção. Isso mostra que além do dinheiro que gira no próprio torneio, a área de turismo também acaba tendo uma procura muito alta.

E claro que no fundo uma parte de nós sempre pensa, o que daria para fazer se todo este dinheiro fosse meu? Se você é do tipo de pessoa que adora glamour com certeza você não passaria vontade de NADA… Ou se você pertence ao grupo que gosta de viagens- dava até para conhecer BOA PARTE DO MUNDO! Ainda bem que, pelo menos por enquanto, sonhar não paga nada.

Mas sem dúvida nenhuma, todo o glamour de Roland Garros continuará atraindo milhares de fãs que não trocariam esta experiência por nada!

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.