no ,

Retratos hiper-realistas pintados

Antes de mais nada, deixe-me apresentar Joongwon Jeong, um pintor coreano e ilustrador freelance especializado em hiperrealismo. Sendo assim, desta vez o artista inspirou-se em algumas peças clássicas de arte e as recriou como retratos hiper-realistas que quase parecem fotografias.

Artista versátil se inspira em obras clássicas e faz pinturas hiper-realistas!

Dessa maneira, apenas olhando para a página do artista no Instagram, você vê que Joongwon é um artista incrivelmente versátil. Porque além de fazer pinturas a óleo e aquarela, faz também desenhos a lápis e até mesmo peças de Shakespeare! Enfim, sem enrolação, confira alguns de seus incríveis retratos hiper-realistas inspirados em peças de arte clássica na galeria abaixo!

Mais informações: Instagram 

Vênus de Milo

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Em resumo, a estátua de Vênus de Milo exibida no Louvre é uma das esculturas mais antigas que sobreviveram até hoje. Acredita-se que a estátua representa Afrodite, a antiga deusa grega do amor, mas algumas pessoas especulam que ela poderia representar Anfitrite, uma deusa grega do mar.

Homero

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Homero por sua vez, é um lendário escritor grego, tendo escrito poemas incríveis como a  Ilíada  e a  Odisséia , e dessa maneira lhe valeu o apelido de “pai da literatura ocidental”.

Giuliano de ‘Medici

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Em suma, Giuliano de ‘Medici, era o segundo filho de Piero de’ Medici (o Gouty) e Lucrezia Tornabuoni. Era co-governante de Florença, com seu irmão Lorenzo, o Magnífico.

Costanza Bonarelli

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Em síntese, um escultor italiano Gian Lorenzo Bernini criou o busto de Costanza Bonarelli, esposa do assistente de Bernini, Matteo Bonarelli, na década de 1630. E do mesmo modo, atualmente está em exibição no Museu Bargello em Florença.

A morte de sêneca

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Sêneca por sua vez, foi um antigo filósofo romano acusado de participar de uma conspiração para matar o imperador Nero. Ele foi condenado a cometer suicídio como punição.

Adão de Michelangelo

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Michelangelo pintou o afresco no teto da Capela Sistina no início do século XVI. Ele descreve a cena da criação do livro de Gênesis, onde Deus dá vida a Adão.

Deus de Michelangelo

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Outra parte do afresco do teto da Capela Sistina pintada por Michelangelo.

Vincent van Gogh

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Vincent Willem van Gogh foi um pintor pós-impressionista holandês que está entre as figuras mais famosas e influentes da história da arte ocidental. Em pouco mais de uma década, ele criou cerca de 2.100 obras de arte, incluindo cerca de 860 pinturas a óleo, a maioria das quais datam dos últimos dois anos de sua vida. Incluem paisagens, naturezas mortas, retratos e autorretratos, e são caracterizados por cores ousadas e pinceladas dramáticas, impulsivas e expressivas que contribuíram para os alicerces da arte moderna. Ele não teve sucesso comercial e seu suicídio aos 37 anos ocorreu após anos de doença mental e pobreza.

Sigmund Freud

Créditos da imagem: Joongwon Jeong

Sigmund Freud foi um neurologista austríaco e o fundador da psicanálise, um método clínico para tratar a psicopatologia por meio do diálogo entre um paciente e um psicanalista.

Fonte das informações do post: Wikipedia

Para mais conteúdos: Facebook/ Instagram

O que você acha?

Comentários

Deixe uma Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

6 ervas que precisam fazer parte da sua horta

Artista produz belas esculturas naturais