Followers

Ready, Set, FIRE!!!

Muito bem, Estados Unidos. Uma coisa é um psicopata por ano matar uma leva de americanos porque acredita que o fim está próximo, ou por ser o anti-cristo, ou talvez por pura diversão. Mas vejo que nem isso vocês fazem direito mais.

Vai lá, galera! Mirando na velhinha!

Vai lá, galera! Mirando na velhinha!

Filho, essa é perfeita pra matar a família.

Filho, essa é perfeita pra matar a família.

Nove ataques. Este é o total até o dia 8 de abril. No último caso, uma mãe sentou um balasso na cabeça do filho porque ela acreditava ser o anti-cristo e, antes de se matar e ir pro inferno, seu lar, resolveu mandar o filho pro céu. Espero que com o tiro ele não se perca pelo caminho, deve estar meio desnorteado.

E não só por lá o tiro aos alvos é o esporte mais praticado atualmente. Alemanha e Brasil seguem nessa competição implacável pra saber qual país terá mais representantes nas Olimpíadas. O grande problema, porém, é que, após realizar o ataque, o pistoleiro tem o costume de encerrar o treino com um caroço no meio do próprio crânio. Isso é que é levar a pratica a sério.

Alvos móveis e que gritam são muito mais excitantes.

Alvos móveis e que gritam são muito mais excitantes.

Certas causas desses tiroteios são realmente relevantes. Exemplo: o americano que matou 3 policiais com uma AK-47 (relembrando, a mesma arma de origem russa que está na mão de 8 em cada dez meninos africanos com barriga d’água) começou a palhaçada porque sua mãe deixou o cachorro urinar dentro de casa. Não quero nem imaginar como seria se o infeliz tivesse uma vaca em casa.

Seguindo esta tendência de entrar em alguma casa e meter bala em quem estiver dentro, faço um apelo aos nossos nobres aspirantes a Billy, The Kid: Por favor, lembrem-se do BBB.

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.