Followers

Rabo preso é o…

O Velho Apontador

O Velho Apontador

Seguindo a tendência natural dos seres humanos que se unem em sociedade e fundam uma nação, os Estados Unidos da América cumpriram, durante toda sua história, com sua função mundial: guerrear.

A guerra é natural para os homens. Sempre houve guerras. Bem antes do Homo Sapiens, quando o Homem ainda era peludo e grunhia pra se comunicar (sem nenhuma referência ao Lula, por favor), já havia disputas entre clãs por fontes naturais, como um arbusto frutífero ou um campo de alimentação de mamutes. Não só, também havia entre os membros de clãs contra si mesmos, para demonstrar superioridade e se tornar líder.

Se você acha isso muito semelhante a guerrear por poços de petróleo, carvão e coisas assim (já já talvez por água, então se preparem), como faz Tio Sam e sua patotinha, vai entender que, no fim das contas, somos todos primitivos, peludos e não conseguimos nos comunicar (novamente, sem brincadeiras com o Lula).

De qualquer forma, porém, num dado momento as coisas começam a apertar pro lado forte, inclusive. Em resposta a um relator da ONU que apresentou um relatório sobre a situação nos territórios palestinos, pedindo a intervenção de especialistas para determinar se os israelenses eram capazes de distinguir entre os alvos militares e os civis (caso não o fosse, a ofensiva seria ilegal e constitui crime de guerra gravíssimo), os Estados Unidos chamaram o fulano de parcial.

Parcial, como consta no wikcionário, é aquele que num litígio favorece uma das partes. Sendo este fulano da ONU parcial ou não, o que importa é que a terra do Velho Apontador está temerosa. Será que é porque os mesmos andam fazendo muita *agada por paises diversos e podem, talvez, serem pegos um dia?

"Ah lá a gente fazendo *agada, guri!"

"Ah lá a gente fazendo *agada, guri!"

Se Hamlet fosse um personagem atual (Hamlet, o cara da caveira que não sabe se é ou não é), provavelmente diria que há algo de podre em muitos lugares. Mas que em alguns lugares tem mais coisa feia que em outros, não há dúvidas.

Não é não, Tio Sam?

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.