no

Psicólogo entrevistado pela Betway explica as idas e vindas nos relacionamentos

Fonte: Unsplash

Todo o relacionamento passa por momentos de altos e baixos, e isso não é segredo algum. Entretanto, nem sempre essas idas e vindas são saudáveis para o casal e entender isso pode ser algo complicado. O psicólogo Matheus Vieira, especialista em terapia de casais, explicou sobre esse fenômeno e mostrou alguns aspectos interessantes para serem analisados pelos casais. Esse é um tema importante, que costuma ser a pauta de séries dramáticas de sucesso, como The OC e Sex and the City.

A conversa entre a Betway, site de roleta online, e Matheus Vieira é interessante para ter uma visão mais profissional dessas idas e vindas nos relacionamentos. Ele explica, por exemplo, que esses momentos podem gerar expectativas diferentes que nem sempre acontecem. “Todo término gera tristeza, saudade, luto. Muitas pessoas não dão conta, acham que é saudade, que é amor, e voltam. Mas quando voltam, voltam para o mesmo casal que acabou antes. Não existe aprendizado, mudança. Por mais que alguns digam ‘vou mudar’, por mais que tenham promessas”, afirma o psicólogo.

Ou seja, o famoso efeito ioiô pode ser um problema difícil para alguns casais lidar, mas também é um teste que mostra até onde um relacionamento pode ir. Matheus explica que o termo ioiô foi criado exatamente para mostrar esses detalhes. “É no sentido de sobe e desce, vai e volta, termina e reconcilia. É quando entra numa espiral de términos e retornos que a gente nunca sabe quando que o casal está de fato junto ou não”. Uma situação que costuma ser normal na vida.

Afinal, é difícil encontrar alguém que nunca passou por um relacionamento complicado, ou então que não conheça nenhum amigo preso em idas e vindas com outra pessoa. Em 2021, o número de divórcios no Brasil bateu recorde, com um crescimento de 4%, passando dos 80 mil pedidos. Isso mostra que muitas pessoas por aqui estão repensando relacionamentos fixos, que muitas vezes é marcado pelo efeito ioiô. Uma problemática que pode ser resolvida com uma visita ao terapeuta.

Na realidade e nos seriados

Os problemas em relacionamentos costumam seguir um padrão, como conta Matheus Vieira na entrevista ao blog Betway Insider. “Lidar com essas diferenças do que eu esperava que a pessoa que está comigo fosse e o que ela é, é o grande desafio. Quando a pessoa consegue lidar com a gente do jeito que a gente é, fica melhor ou mais fácil”, explicou o profissional. Ou seja, é um desafio que todos nós passamos, por isso costuma ser replicado em programas de TV.

Alguns dos seriados mais famosos, como The OC e Sex and the City, possuem relacionamentos que vão e voltam o tempo todo. É uma forma de contar a história com a realidade, pois muitas pessoas passam por sentimentos assim. O casal fictício Summer e Seth teve mais de 20 términos durante a série que fez sucesso nos anos 2000. Uma quantidade exagerada, mas que mostra como alguns namoros podem ser mais complicados e complexos.

No caso do clássico Sex and The City, o efeito ioiô é com o casal Carrie e Mr. Big. A protagonista da série enfrenta muitos problemas com o relacionamento, e costuma tomar a iniciativa nos vários términos que acontecem. Assim, olhando apenas para dois exemplos, é fácil entender que não existe uma forma padrão nestes casais que vão e voltam, pois cada um tem motivos próprios. Lidar com isso pode ser difícil, mas faz parte do desafio.

Dicas de profissionais

A conversa com o psicólogo Matheus Vieira é importante para dar voz aos profissionais de relacionamentos amorosos. Esse é um tema importante, pois quase todas as pessoas vão enfrentar dificuldades nisso. As pessoas que trabalham com saúde mental podem ser de grande auxílio, principalmente em um relacionamento que passa por um efeito ioiô. Apesar de ser comum, é algo que sinaliza problemas mais sérios em um casal. Tentar resolvê-los pode ser o primeiro passo para dar certo.

Entretanto, é preciso ouvir e saber como funcionam essas idas e vindas. Matheus explicou à Betway justamente como funcionam essas expectativas, e como lidar com isso tudo. Afinal, são essas questões que mais afetam a vida de muitos relacionamentos com dificuldades. A saúde mental é um bem precioso para nós, então é preciso ter atenção e cuidado.

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
melhor música para estudar

Qual é a melhor música para estudar?

Cultura Pop

Cultura pop: a relevância do CBLOL na cena brasileira de eSports