no

Psicóloga analisa 8 personagens populares

analise psicologica de personagens populares

Uma das razões pelas quais gostamos tanto de assistir diferentes séries de TV ou filmes é a presença de certos personagens, que realmente nos atraem e cujas histórias nos envolvem.

Certamente em suas séries preferidas suas emoções vão à flor da pele: você se sente feliz quando as coisas dão certo, triste quando acontece algo com seus personagens preferidos e até com raiva em alguns momentos.

Mas às vezes os roteiristas conferem a eles um significado realmente profundo e características que não são muito óbvias à primeira vista.

Por isso pensamos que seria realmente interessante apresentar a vocês uma análise detalhada da personalidade de nossos queridos personagens, feita por uma psicóloga especializada em arte.

1. Daenerys Targaryen, Game of Thrones

personagens famosos indo à terapia

Ao longo da série, Daenerys aparece em várias formas. Ela cresceu em uma família bastante insalubre, onde era constantemente abusada. A psicóloga explica que seus traumas e medos de infância a fizeram passar por um ciclo que consiste em 3 papéis:  Vítima ,  Salvador e  Agressor .

Ela salvou pessoas porque ninguém a salvou e ela queria ter poder, porque por muito tempo ela não foi capaz de controlar sua própria vida. Assim, sua experiência mostrou que o passado difícil de uma pessoa pode torná-la mais forte, mas ao mesmo tempo destruir sua vida e a vida de muitas outras pessoas ao mesmo tempo.

2. Carrie Bradshaw, Sex and the City

terapia? Todo mundo precisa

Essa personagem, como analisa a psicóloga , é  infantil : tem mais de 30 anos, mas ainda espera o príncipe e não consegue cuidar das próprias finanças. Todos os seus pensamentos e ações são para encontrar o amor, mas ela não está interessada em relacionamentos firmes, simples ou diretos – ela acha que falta amor verdadeiro.

No entanto, parece que ela pode estar evitando inconscientemente um relacionamento real e um casamento. A prova disso é que ela só escolhe homens incapazes e não interessados ​​em relacionamentos duradouros ou que não tenham sentimentos por ela. E tudo isso a deixa muito infeliz: se ela percebesse que era uma  solitária , não iria perseguir ilusões e sua vida seria melhor.

3. Gregory House, House

Quem diria

Personagens como este, que são muito autoconfiantes, altamente intelectuais, sempre quebram as regras e não se dão bem com as pessoas, são muito atraentes e considerados sociopatas. Porém, como sugere o psicólogo , se olharmos mais de perto, veremos que esta é uma representação incorreta.

Os sociopatas reais não são capazes de  empatia , coisas como amor e amizade não existem para eles. Mas, no caso de Gregory House, vemos que ele está cheio disso, embora prefira esconder. Ele sempre percebe quando seus amigos, colegas e até pacientes se sentem mal, e tenta, às vezes de sua maneira muito rude, ajudá  los e cuidar deles.

4. Cersei Lannister, Game of Thrones

Nossos ícones tem muito mais para nos mostrar

Esta mulher poderosa está pronta para conseguir tudo o que deseja, ela manipula a todos e parece ser absolutamente implacável. É muito importante que ela sempre se sinta superior aos outros, e tudo isso, como a psicóloga aponta , é muito típico de um  narcisista .

Além disso, essas pessoas não são capazes de amar alguém de verdade. E mesmo que seus filhos sejam a única coisa a que Сersei não é indiferente, isso levanta uma questão: é amor verdadeiro ou ela apenas vê seu próprio reflexo neles?

5. Monica Geller, Friends

as análises são profundas

Pode parecer realmente surpreendente, mas temos outro narcisista aqui. Você pode nunca ter pensado na fofa Monica desse jeito, mas na verdade existem alguns traços nela que, segundo a psicóloga, a tornam narcisista . Durante sua infância, ela esteve na sombra de seu irmão mais velho, e isso deixou uma certa marca traumática nela que ela queria superar como adulta.

Ela se tornou uma perfeccionista e adora disciplina e controle. Além disso, ela tem um desejo permanente de vencer e ser a primeira a fazer algo. Esta é, na verdade, uma manifestação saudável de narcisismo que dá à pessoa energia positiva e autoconfiança .

6. Samantha Jones, Sex and the City

Conhecer profundamente um personagem te faz entendê-lo melhor

Samantha é realmente uma mulher muito independente , que sabe o que quer e não se importa muito com a opinião dos outros. Ela se opõe a muitas normas sociais “aceitas” e opta por não ter família e filhos. E ela nunca depende de seus parceiros e se ama mais do que qualquer outra pessoa. No entanto, é aqui que nossa psicóloga questiona sua capacidade de manter um relacionamento próximo.

Ela sempre mantém distância e não mergulha emocionalmente em um relacionamento, ela prefere ser a pessoa que não precisa de ninguém . 

7. Susan Delfino, Desperate Housewives

os detalhes às vezes passam despercebidos

Este é, como acredita nosso psicólogo , outro personagem com a psicologia de uma  vítima . Essas pessoas evitam resolver seus próprios problemas: vemos que Susan precisa de cuidados permanentes – seus homens e, até mesmo sua filha, cuidam de muitas coisas para ela, que ela deveria fazer sozinha.

Além disso, parece que dentre tantas outras opções, ela opta por sofrer e pouco faz para melhorar sua vida. Isso é causado por um relacionamento instável com sua mãe. Susan simplesmente nunca teve a chance de ganhar alguma confiança e ela sempre espera o pior. No entanto, ela é um exemplo de vítima que tenta fugir de sua situação: vemos suas tentativas de encontrar homens mais confiáveis ​​e até conseguir um emprego estável.

8. Miranda Priestley, O diabo veste Prada

conhecendo personagens populares mais profundamente através de análise psicológica

Ela é uma chefe perfeccionista, que nunca fica satisfeita, nunca aceita as opiniões dos outros e, de fato, é uma profissional de alto nível. Todos têm medo dela, mas ao mesmo tempo seus funcionários a admiram e nunca saem do emprego. Isso, como sugere o psicólogo , se parece com a típica síndrome de Estocolmo : quanto mais rígido é o chefe, melhor todos fazem seu trabalho.

No entanto, esse personagem está escondendo outra coisa. Ela é muito bem-sucedida, respeitada e independente, mas não parece nada feliz. Então, no filme, ela não é um modelo ideal, mas sim uma  personagem de advertência . Ela deu muito para sua carreira e agora não tem nada para viver, exceto isso.

Que pensamentos interessantes você tem sobre estes e outros personagens populares?

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

7 hábitos para levar uma vida mais leve

Gato Tocando Bongô – Origem do Meme