Followers

Pânico coletivo: pesquise antes de compartilhar conteúdos

A internet é uma ferramenta incrível que pode te auxiliar a evoluir em qualquer aspecto da sua vida, e tudo isso no SEU tempo.

Mas infelizmente com grandes ferramentas, vem as grandes responsabilidades. Hoje em dia, mais da metade da população tem acesso à Internet e isso inclui gente de TODAS AS FAIXAS ETÁRIAS e intenções. E é aí que mora o maior perigo.

Recentemente, tem viralizado a notícia sobre o desafio da Momo- inclusive com veículos informativos grandes publicando em sua manchete- dizendo que alguns vídeos DO YOUTUBE KIDS estavam sendo interrompidos com vídeos assustadores que ensinavam crianças a se suicidarem e outras atrocidades.

A notícia é verdadeira? Não.  Realmente apareceram alguns vídeos que parecem montagens no Whatsapp e no Facebook, mas em nenhum deles aparecem links ou fontes para que a informação seja validada.

Outra informação importante é que por enquanto, o Núcleo de Combate a Crimes Cibernéticos do MP-BA diz que não identificou nenhum vídeo da Momo em português – a reportagem só encontrou versões em espanhol e inglês.

Isso não significa que não haja motivos para pais se preocuparem: há, de fato, riscos reais em crianças serem expostas a conteúdos impróprios para sua idade.

O Pânico coletivo já está instalado e é preciso que nós levemos informação para os pais desesperados que muitas vezes compartilham estes próprios vídeos para avisar outros pais. No entanto, especialistas sugerem que eles que parem de compartilhar o vídeo com a personagem Momo, mesmo que a intenção por trás disso seja a de alertar amigos.

Com toda esta histeria, ficamos ainda mais vulneráveis, pois muitas pessoas mal intencionadas também tem acesso, e devido à tamanha proporção, podem fazer alguma coisa para tentar se aproveitar da situação.

São muitos os pânicos morais de cada época, mas mentira pode ter pernas muito longas… E se tratando da Internet com esta velocidade da informação, as consequências podem ser desastrosas.

Informações via: BBC

 

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.