no

Os vampiros da vida real

Vampiros são um tópico popular nas artes e literatura. Mesmo atualmente, existem muitos autores, como Stephen Meyer, Anne Rice, Stephen King e outros que mantêm o interesse nessas criaturas vivo, graças a suas obras de ficção.

1
No entanto esses animais aqui vão além da ficção e continuam sugando suas preciosas vítimas enquanto você lê esse artigo. Conheça alguns dos vampiros da vida real!

Morcegos-vampiros

1

Existem morcegos hematófagos. Todo mundo sabe disso, tanto que é até chato falar aqui da existência desses clássicos vampiros da vida real, que subsistem do sangue de suas vítimas. Mas esses morcegos simplesmente não podiam ficar de fora
Uma colônia de 100 desses animais podem drenar totalmente cerca de 25 vacas ao longo de um ano, o que os torna bem menos eficientes do que a indústria do fast food ( HAHA ), mas ainda bastante aterrorizantes em um sentido geral.
Vale a pena notar que os morcegos-vampiros raramente se alimentam de seres humanos e que os do sexo feminino ajudam a cuidar de bebês órfãos se algo acontece com suas mamães biológicas. Não é adorável?

Lula-vampira-demônio-do-inferno

2

De um modo geral, os animais têm nomes latinos bastante chatos ou idiotas. Já a lula-vampira-demônio-do-inferno, além de soar impressionante, tem o nome latino Vampyroteuthis infernalis. Crianças góticas desejariam que seus pais tivessem lhe dado esse nome.
No entanto, tudo que esse animal tem de assustador é o nome, mesmo. Com um comprimento máximo de 30 centímetros, você só vai ter medo dessa lula se der de cara com seus olhos, que são os maiores em relação ao tamanho do corpo de qualquer animal na Terra.
Infelizmente para os entusiastas dos poderes do inferno, a lula-vampira não suga o sangue de nada. Ela só ganhou esse apelido graças ao fato de que tem olhos vermelhos e um tecido em volta do corpo que conecta seus tentáculos e parece uma capa. Basicamente, o cara que descobriu esta coisa tinha um dom para o drama.

Tentilhão-vampiro

3

Desta vez ele não ganhou esse nome só porque tem um bico pontudo ou qualquer outra aparência estranha…
Essa ave de fato bebe o sangue de animais muito maiores, como um atobá adulto ou um patola-de-pés-azuis. E o pior é que as vítimas nem sequer tentam resistir a serem picadas e sugadas por esses tentilhões malvados.
E se você acha que beber sangue é ruim, saiba que tentilhões-vampiros não são nada seletivos. Eles também destroem ovos para comer gemas, se alimentam de sementes e até mesmo bebem o vômito de outras aves. Tendo nunca provado esse tipo de coisa na minha vida antes, não posso criticar as escolhas alimentares desse passarinho, mas dispenso experimentar.
O bico extremamente afiado do tentilhão é perfeitamente adaptado para seu estilo de vida maluco, permitindo-lhe não só furar a carne, como também abrir frutas e beber néctar.

Cervo-vampiro

4

Nem mesmo os cervos escapam dessa lista. Oficialmente chamado de cervo almiscareiro da Caxemira, esse animal ganhou o apelido de vampiro por ter presas gigantes.
No ano passado, ele foi visto no Afeganistão pela primeira vez em 60 anos. Por que havia desaparecido? Não sei. Talvez, como o próprio Drácula, ele sorrateiramente se transforme em um morcego e hiberne por anos.
Lamentavelmente, as presas do cervo-vampiro não servem para muito mais do que chamar a atenção das fêmeas. Como um carro esportivo adquirido em uma crise de meia-idade, não é necessário para a sobrevivência do animal, embora seja um grande sucesso entre as mulheres.

Mariposa-vampiro

5
Aparentemente, a mariposa-vampiro evoluiu de uma espécie de mariposa que normalmente comia fruta. Como isso se transformou em um gosto por sangue, acho que nem os cientistas podem explicar.
Esses pequenos insetos assustadores são basicamente mosquitos peludos enormes, e vivem em partes da Ásia.
Elas não são projetadas para chupar sangue. Enquanto os mosquitos têm o equivalente biológico de uma agulha hipodérmica na sua cara, mariposas não são tão delicadas. Como deveriam comer frutas, suas pequenas trombas são feitas para triturá-las e sugar seu suco. O que significa que, se uma decidir aterrar em você para saborear seu fluido vermelho, basicamente vai rasgar um buraco em sua pele.
A boa notícia é que, devido ao fato de que não bebem apenas sangue, as chances de ser mordido por uma mariposa-vampiro são relativamente baixas.
Os pesquisadores especulam que a razão destas mariposas beberem sangue é sexual. Mariposas e borboletas têm um comportamento chamado “empoçamento”, em que pousam em algum terreno para sugar seus nutrientes, como o sal. Isso, em seguida, é oferecido a um potencial parceiro para convencê-lo a acasalar. Estas traças sanguessugas decidiram que água enlameada salgada era um presente de merda, então passaram a ingerir o sumo da vida preciosa, muito mais nutritivo, para ter algo melhor a oferecer. Logo, você pode se sentir lisonjeado se uma mariposa dessas te morder.

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

A vida secreta dos gatos

As obras de Van Gogh ganham vida