no

Os cafés mais caros (e estranhos) do mundo

O café é uma bebida apreciada no mundo todo e está sempre presente no nosso dia a dia.

Um cafezinho sempre cai bem, seja logo de manhã, depois do almoço ou no final da tarde.

Se você é um grande apreciador dessa bebida já sabe que existem inúmeras variações

de grãos de café, e que cada uma dessas variações produz uma bebida diferente.

Isso porque a região a onde o café é produzido, a forma que ele é torrado e moído, são

muito importantes na formação do sabor dessa bebida.

Assim como um café produzido de forma mais simples custa mais baratos, cafés que

tem produções elaboradas custam um pouco mais.

Vamos te mostrar hoje os cafés mais caros do mundo que são produzidos de formas

inusitadas e estranhas. Você vai se surpreender.

Jacu Bird Coffee

Começamos essa lista com o único café brasileiro incluso na lista de cafés mais caros

do mundo.

Produzido no Espírito Santo, o Jacu Bird Coffee surgiu como a oportunidade de

solucionar um problema.

O nome Jacu vem do pássaro Jacu, que invadia as plantações de café e comia os grãos

antes da colheita.

Ao se deparar com esse obstáculo, e inspirado em outros cafés que citaremos aqui,

decidiu-se incluir o pássaro no processo de produção do café.

Então, os pássaros se alimentam dos grãos de forma livre e natural, e os grãos são

recolhidos de suas fezes, higienizados, torrados e moídos.

O toque especial do café é justamente a seleção apurada feita pelo Jacu, já que eles só

comem os melhores grãos.

E também todo o processo natural que envolve a produção do café, visto que os

pássaros estão livres na natureza e de alimentam dos grãos por escolha própria.

Ficou curioso para saber quanto custa essa iguaria brasileira?

O valor do quilo do quilo do Jacu Bird Coffee gira em torno de 1.200,00 dólares.

Kopi Luwak

Kopi Luwak, produzido na Indonésia, é o café mais caro do mundo e serviu de inspiração para a criação do Jacu Bird Coffee.

Mas, diferente do Jacu Bird Coffee, o Kopi Luwak é produzido dentro de um mamífero.

As chamadas civetas, os mamíferos que produzem o Kopi Luwak, são parecidas com guaxinins.

Ao se alimentarem dos grãos, o processo de digestão das civetas dá a eles um sabor

mais frutado e agradável.

Assim como no caso do Jacu Bird Coffee, os grãos de café são recolhidos das fezes dos

animais e são higienizados, torrados e moídos.

O quilo deste café custa em média 3.000,00 dólares.

Mas nem tudo na produção dele é tão natural, já que civetas sofrem uma grande

exploração principalmente como atração turística. Veja aqui.

Black Ivory Coffee  

 Os grãos do Black Ivory Coffee são produzidos a cerca de 1500 metros de altura em

montanhas da Tailândia.

O plantio nas alturas faz com que os grãos estejam constantemente em um clima

úmido e frio.

Mas, o que torna o café realmente diferente é o processo que vem depois disso.

Isso porque os grãos desse café são pisados por elefantes, que logo após esmagá-los,

comem as migalhas dos grãos.

E assim como nos cafés mencionados anteriormente, os grãos esmagados são retirados

das fezes do elefante, higienizados, torrados e moídos.

A bebida resultante é um café com nuances de ervas e chocolate, um sabor inusitado

para uma bebida produzida de forma igualmente inusitada.

O valor deste café? O quilo do Black Ivory Coffee gira em torno de 1.200,00 dólares.

Um bom café é uma grande experiência e um investimento para o seu paladar.

Se você é um amante de café vale a pena provar esses cafés diferentes, mesmo que

seja só uma vez.

O que você acha?

Written by Lua Koepsel

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
Produtos antigos que fizeram sucesso

Produtos antigos que fizeram sucesso e deixaram saudade

Dia dos namorados com romance virtual

Romance Virtual sem estresse