Followers

O telescópio que promete olhar para o passado mais distante do mundo

Astrônomos e engenheiros em Edimburgo construíram um enorme telescópio capaz de olhar mais para trás no tempo. 

Além da criação do nomeado Telescópio Espacial James Webb (JWST), os cientistas irão lança-lo a um milhão de quilômetros da Terra.

Apesar de estar anos atrasado e bilhões de dólares acima do orçamento, os pesquisadores dizem que ele terá a capacidade de detectar qualquer galáxia no universo.

Mas como assim um telescópio que olha para o passado mais distante?

Um dos quatro detectores principais é um instrumento Infravermelho médio (MIRI), e poderá olhar no tempo apenas algumas centenas de milhões de anos após o Big Bang – que se pensa ter acontecido há mais de 13,5 bilhões de anos atrás.

A capacidade de olhar para trás no tempo é baseada no fato de que a luz também tem um limite de velocidade. Ela percorre 300.000 km/s. Isso significa que a luz natural que chega para nós deixou o Sol há mais de oito minutos.

Porém, quanto maior a distância que você observa no universo, mais tempo se passa desde que a luz que você está observando partiu para chegar até você. Ou seja, se você olhar por exemplo para uma estrela que está a 40 anos-luz de distância, é assim que ela era há 30 anos. E isso se aplica também a estrelas que estão a milhões de anos-luz de distância.

O JWST vai ser ideal para estudar os mundos e planetas distantes que orbitam outros sóis, e a MIRI permitirá que os astrônomos olhem para eles com mais detalhes, inclusive olhando através de suas atmosferas sinais tentadores de vida extraterrestre.

Via: BBC

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.