Followers

A morte da princesa Diana foi planejada?

02 fev, 2018
3345 Views

Desde a morte da princesa Diana em agosto de 1997, várias teorias surgiram acerca de sua morte. Mas teria sido planejado o acidente de carro que a matou?

Mais de 20 anos após o ocorrido e ainda surgem diversas dúvidas acerca do acidente que matou a princesa. Conspirações surgem por todas as partes, e algumas delas alegam que Diana foi assassinada pela família real para impedi-la de espalhar informações comprometedoras sobre o ex-marido, príncipe Charles.

O caso foi reaberto em 2013 pela agência de investigação Scotland Yard, com base em denúncias que relatavam que o acidente foi forjado pelas Forças Especiais Britãnicas.

Quando a princesa Diana foi morta em um acidente de carro em agosto de 1997, o público exigiu respostas. Conspirações surgiram de todas as partes, e um grupo de teóricos alega que Diana foi assassinada pela família real para impedi-la de espalhar informações sigilosas e comprometedoras sobre seu ex-marido, o príncipe Charles. Tanto o governo Britânico, quanto o francês administraram a morte de Diana como sendo um trágico acidente, mas o combustivo por trás das conspiração permaneceu.

Em 2017 três jornalistas da revista francesa Paris Match revelaram novos dados acerca da morte de Diana por meio do livro “Qui a tué Lady Di” -Quem matou a Lady Di- justamente para desmentir as teorias que circulam por aí.

Os autores Pascal Rostain, Bruno Mouron e Jean-Michel Caradec’h tiveram acesso a mais ou menos OITO MIL PÁGINAS da investigação judicial e concluíram que a morte da “princesa do povo” foi culpa do motorista e do carro.

Segundo as investigações, o motorista Henri Paul que transportava a princesa e seu companheiro Dodi Al-Fayed estava sob efeito e álcool e tinha tomado três anti-depressivos antes da viagem- no momento do acidente, constava 1,81 gramas de álcool no sangue e não tinha autorização para conduzir carros de luxo.

Além disso, as informações revelam que o carro em que eles estavam “era sucata e nunca deveria ter voltado a circular”. O Mercedes s280 pertencia ao hotel Ritz, no qual a princesa e Dodi estavam hospedados. Um dos motoristas mais antigos do hotel já tinha alertado que o carro não tinha condições de circular, alegando que a partir de 60km/h era impossível controlá-lo.

Mas será que as investigações foram manipuladas? O que vocês acham?

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.