Followers

Mistérios que marcam atrações do Rio de Janeiro  

11 jun, 2019
1477 Views

A Cidade Maravilhosa é um dos destinos mais queridos do Brasil, repleto de curiosidades e fatos intrigantes e misteriosos que marcam os pontos turísticos.  

O Rio de Janeiro, que hoje é conhecida por suas belezas naturais, nos primórdios a cidade era mais conhecida como “cidade da morte”, por conta da falta de saneamento e suas valas com esgoto correndo a céu aberto, espalhando diversas doenças. Reza a lenda que 5 mil pessoas morriam por ano no Rio de Janeiro, isso só de febre amarela. 

Além desses fatos, o Rio reúne histórias misteriosas que ocorreram nas principais atrações turísticas da cidade. Confira algumas dessas histórias. 

Pontos turísticos do Rio de Janeiro e seus mistérios  

Quando você visita as atrações do Rio de Janeiro, nem imagina os mistérios que as cercam. Hoje você pode conferir os fatos misteriosos que marcam alguns dos atrativos cariocas. E o melhor é que alguns deles fazem parte do tour grátis pelo Rio de Janeiro, em que você conhece alguns atrativos, sem pagar nada pelos passeios guiados. 

Então, quando estiver visitando a cidade e contemplando os pontos turísticos, não se esqueça de prestar atenção aos detalhes e confirmar se os fatos descritos aqui, ocorrem de verdade. Veja! 

1. Pedra da Gávea

Entre os bairros de São Conrado e a Barra da Tijuca se encontra uma grande montanha, emergida das águas do oceano Atlântico, com 842 metros de altura. Recebe esse nome por conta da forma de sua parte superior, semelhante à uma gávea, parte comum das antigas caravelas. Essa face mais conhecida é voltada para o Norte, mas existe outra face voltada para o Sudeste e se encontra inacabada. 

O mistério gira em torno dessa face inacabada, além dessa parte conter várias inscrições nas pedras que não poderiam ter sido obra da natureza. Muitos acreditam que a Pedra da Gávea é também o túmulo de um Rei Fenício, com o formato da pedra e as inscrições dando sustentação à essa teoria. 

2. Palácio Pedro Ernesto

Histórias alegam que o Palácio, hoje sede da Câmara dos Vereadores, possui várias almas penadas perambulando pelos corredores, por ter sido construído no local de uma antiga capela que realizava rituais satânicos. 

3. Morro do Castelo

Muitos acreditam que existe um grande tesouro guardado em túneis do Morro do Castelo, sob as construções pertencentes aos jesuítas. O Morro já foi investigado e nada foi encontrado, mas muitos acreditam que o Tesouro dos Jesuítas continua em algum lugar, muito bem escondido. 

4. CinePathé 

Na Cinelândia, um dos prédios abrigava o desativado Cine Pathé, que anteriormente era a sede do Convento da Ajuda. Diz a lenda que, ao prédio do convento ser derrubado para a construção do Pathé, muitas freiras ficaram sem abrigo, o que resultou em morte de várias delas por causas diversas. Dizem que, até hoje, os fantasmas destas freiras aparecem no banheiro masculino do cinema para assediar os frequentadores.  

5. TheatroMunicipal

Dizem que durante a noite, o Theatro recebe a visita de fantasmas, alguns célebres como Olavo Bilac, Artur Azevedo, Carlos Gomes, além de um violinista e uma forma amorfa que perambula pelos telhados do prédio. Várias pessoas que trabalham aos arredores dizem já ter visto essa figura estranha passando pelo telhado, geralmente após às 20h.  

Já a lenda do fantasma de Olavo Bilac diz que ele sempre é visto assistindo alguma peça do Theatro e, se ele estiver em alguma peça estreante, é sinal de sucesso. O fantasma do violinista, que dizem ter sido assassinado por seu maestro após estragar uma apresentação, dizem ser o suspeito de portas baterem sozinhas após o horário de fechamento do Theatro 

Artur Azevedo foi um dos criadores do teatro, que está entre as belezas culturais do Rio de Janeiro, mas faleceu meses antes de sua inauguração. Muitos dizem ver seu fantasma andando até a frente do palco, para declamar seu discurso que nunca pôde fazer. 

Então, gostou de conhecer alguns dos mistérios que rondam entre as atrações do Rio de Janeiro? Conhece outras? Comente! 

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.