no

Lições para a vida que podem ser aprendidas no poker

Foto por Fizsean (Flickr)

Sabe aquele velho ditado que diz que o futebol imita a vida? Então, a fala popular também pode ser aplicada em outro esporte, o poker. Para quem pratica essa modalidade das cartas, saber tirar as lições do esporte para o cotidiano pode ser uma grande vantagem e talvez o diferencial necessário para vencer em certas situações.

Não é coincidência que o poker é a forma de entretenimento de tantos milionários e bilionários ao redor do globo, em uma lista que contém personalidades de áreas diversas como Bill Gates, Matt Damon, Ben Affleck, Aaron Paul e outros. Além disso, é um esporte que vem em franca ascensão no Brasil, com São Paulo sendo considerada a capital da modalidade no país.

Abaixo, estão algumas das lições que este esporte ensina que podem ser aplicadas na rotina da vida.

A habilidade de ser o líder é uma ótima qualidade — O poker é um esporte individual, mas é disputado contra várias pessoas na mesma mesa. Em grandes torneios, algumas vezes o competidor precisa passar por até mesmo dois mil adversários para chegar ao título. Na vida, para atingir o sucesso profissional, a muralha também é grande.

É importante chamar para si a responsabilidade, ser ousado quando sentir que é necessário e correr atrás dos objetivos que você estabeleceu. Para ser o primeiro, é preciso acreditar em si mesmo, não se intimidar com uma sala lotada de profissionais e ter personalidade.

Controle as emoções — O poker é um esporte de probabilidades, táticas e estratégias. Portanto, é fácil se frustrar com uma decisão errada, uma estratégia duvidosa que não vingou ou simplesmente com uma tática melhor do seu adversário.

Mas isto não significa que o competidor deve perder as estribeiras e desandar no resto da competição. Pelo contrário, os grandes competidores de poker conseguem transformar a frustração e motivação.

O lendário competidor de poker Erik Seidel costuma dizer que uma decisão ruim não pode ser a justificativa para que você tome outras decisões ruins e isto vale para qualquer tipo de escolha que você eventualmente tenha que tomar, tanto para o esporte quanto para a vida.

Foto por Pexels

É valioso ter a capacidade de ficar na sua — O poker é um esporte no qual o competidor que age com impulsão muitas vezes leva a pior a longo prazo. É preciso saber quando se deve investir e no poker, onde o cérebro fala mais alto do que o coração, o equilíbrio psicológico faz toda diferença.

Também deve ser assim na vida. Quando o que você planejou não está a seu favor e as probabilidades estão contra, é muito mais sábio dar um passo para trás do que encarar a situação de peito aberto e provavelmente se dar mal. Arriscar na improbabilidade talvez possa dar certo uma ou duas vezes, mas a longo prazo vai derrubar o competidor.

Com isso, não fazer uma decisão e deixar a responsabilidade para o outro pode ser a melhor saída em alguns casos.

Tenha sempre um plano — Outro lado muito importante do poker é o senso de estratégia que ele traz. Por ser uma modalidade em que é fulcral estar alguns passos à frente do adversário, o pokercom forte cunho estratégico, é um exercício excelente para o raciocínio e a parte mental como um todo.

Como diz o bilionário Warren Buffet, saber administrar o seu tempo com um plano por trás disso é uma grande chave para o sucesso, e esta é uma máxima que definitivamente pode ser melhor entendida com a prática constante do esporte das cartas.

Foto por Nick Youngson

Administre o que você tem — No poker, o ditado americano “saiba administrar suas fichas ou você ficará correndo atrás delas o tempo todo” é algo levado a sério entre os competidores profissionais. O mesmo, claro, acontece para a vida.

“A compra por impulso é uma das grandes inimigas da vida financeira saudável”, diz o site Guia do Bolso, e o mesmo é aplicado no poker quando um competidor usa as fichas de maneira irracional.

Tanto na vida quanto nesse esporte, quem sabe administrar bem o que tem sempre terá uma grande vantagem sobre os concorrentes.

Aprenda com os erros — A perfeição é uma palavra que não existe no poker. Eventualmente, o competidor vai cometer erros que fazem parte da natureza do esporte ainda mais levando em conta o fato de que em algumas grandes competições, como o campeonato brasileiro de poker (BSOP), cada etapa é disputada durante vários dias.

Os erros no poker, assim como na vida, são inevitáveis. Sendo assim, é absolutamente essencial para o crescimento pessoal e profissional aprender com decisões erradas do passado e usá-las como lição para o futuro.

Foto por Nick Youngson

Use a pressão ao seu favor — Competidores de poker muitas vezes precisam tomar decisões complicadas na mesa em que a melhor saída nem sempre é a mais fácil. Isto gera situações de pressão em que é preciso controlar o cenário para se dar bem.

O mesmo, claro, acontece na vida. Seja no trânsito, no trabalho ou em relacionamentos, a pressão eventualmente chega, e saber lidar com isso a seu favor é uma grande qualidade que nem todos conseguem.

Pratique sempre — O poker é um esporte em que, para ter sucesso, o profissional precisa treinar, se dedicar e estudar muito para conseguir os resultados esperados.

O filósofo grego Aristóteles costumava dizer que as pessoas se tornam aquilo que praticam reiteradamente. Sendo assim, em qualquer atividade na qual você queira melhorar – seja no poker ou em qualquer outro aspecto na vida – é importante adotar um estilo de prática habitual que permita um crescimento constante e consciente para a superação dos desafios.

O que você acha?

Written by Ana Soares

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Dê uma chance ao amor

Artista cria pinturas que mostram que a beleza é relativa