no ,

Lendas brasileiras que viraram série

A plataforma de streaming Netflix recentemente lançou sua mais nova série brasileira que traz como parte de seu enredo lendas do folclore braseiro. 

A série que é de fantasia e feita para adultos, se inspira nas lendas do folclore e traz elas de maneira mais modernizada.  

Com um ar de novidade, Cidade Invisível nos apresenta as lendas brasileiras de um jeito que você nunca viu,

já que estávamos acostumados com as referências como a do Sitio do Pica-Pau Amarelo.  

Por isso, decidimos apresentar para vocês breves versões das lendas contidas na série, assim você pode ler e conferir como elas são retratadas na série.  

E se você ficou curioso, o trailer de Cidades invisíveis você confere aqui:  

Lenda da Cuca  

Inspirada em uma lenda portuguesa, a lenda da Cuca a descreve como uma bruxa muito velha que assusta crianças desobedientes.  

No Brasil, ela ganhou a fama de ter cabeça de jacaré e garras muito grandes, segundo a lenda ela dorme apenas uma vez a cada sete anos. 

Curiosamente, assim como a lenda portuguesa, a lenda brasileira da Cuca também virou uma canção de ninar.  

Que diz, entre outra coisas, “dorme neném que a Cuca vem pegar”.  

Lenda do Saci-Pererê 

Um jovem negro muito sábio e muito travesso que fuma cachimbo e tem uma perna só. 

Esse é Saci-Pererê, conhecido no território brasileiro por muitas outras variantes deste nome.  

Segundo a lenda, Saci vem com um redemoinho e adora pregar peças nas pessoas e nos animais.  

Mas, ele gosta mesmo é de aprontar na cozinha, dar nó em pano de prato, trocar o sal pelo açúcar e assim vai.  

Além de travesso Saci também é um grande conhecedor das ervas e seu poder de cura.  

Por conta desse seu grande conhecimento das ervas e das matas,  

Saci é visto como mau pois segundo a lenda ele atrapalha aqueles que entram na mata em busca de ervas sem pedir licença.  

Lenda do Curupira  

O grande protetor da floresta, é isso que a lenda de Curupira nos conta sobre ele.

Apesar de sua aparência variar dependendo da parte do Brasil onde se escuta a lenda, sua característica principal é ter os pés virados para trás.  

Assim, qualquer um que tentar seguir seus paços vai acabar indo para a direção oposta.  

Sendo muitas vezes retratado como um menino inocente e curioso, Curupira está bem longe de ser assim.  

Isso porque sua lenda nos conta que para proteger a floresta ele fazia caçadores desaparecerem e até perderem memória.  

Melhor não arriscar e pedir licença ao Curupira para entrar na mata.  

Lenda do Boto-cor-de-rosa 

A lenda do Boto tem a sua origem na Amazônia, na região Norte do Brasil.  

Isso porque é lá onde se consolidou o habitat natural do Boto-cor-de-rosa, esse animal tão raro brasileiro.  

Diz a lenda que em noite de lua cheia o animal se transforma em um jovem bonito e elegante, todo vestido de branco usando um chapéu.  

As principais aparições do Boto seriam nas festividades de junho, nas festas juninas. 

Muito galã e conquistador, o Boto escolhe a mulher solteira mais bonita da festa a seduz e engravida.

Na manhã seguinte o boto volta a sua forma natural deixando as mulheres grávidas sem um pai para seus filhos.  

Essas são algumas lendas brasileiras que fazem parte do nosso folclore e estão presentes na série Cidades Invisíveis, vale a pena conferir. 

O que você acha?

Written by Lua Koepsel

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
BBB Itália

BBB Itália: entenda a nova briga online dos brasileiros

quarteto fantástico

Quarteto Fantástico e outros filmes de heróis esquecidos