Followers

Fã imagina versão sombria dos personagens de “Os incríveis”

05 jul, 2018
108 Shares 2366 Views

O artista Warrick Wong é um grande fã de Os incríveis e resolveu unir seu talento para imaginar como a família Pêra estaria 14 anos depois de Os incríveis 2.

Porém, as ilustrações não carregaram a fofura da animação da Pixar, e ganharam uma versão um pouco mais… sombria.

Olha só:

Na história de Wong, Violeta assumiu como a matriarca da família Pêra após a morte de seus pais. Ela tem uma cicatriz no rosto e tatuagens no corpo inteiro. Enquanto isso, Wong prevê Flecha como um adolescente imprudente e rebelde, e Zézé explora seus poderes como um polimorfo, descobrindo como controlar todas as suas habilidades.

O senhor Incrível ganhou uma barbona e está buscando vingança após a Sra Incrível ter sido supostamente morta e seus filhos roubados dele.

Quanto a Helena, seus filhos pensaram que ela estava morta. Beto achou que ela estava morta. Todos achavam que ela estava morta… Mas na realidade ela havia sido capturada pelo seu arqui-inimigo e sido usada como experimento para cyber-tecnologia de ponta. A única coisa que a mantinha viva era o pensamento de se reunir com sua família. Então, finalmente, depois de 14 anos, quando surgiu a oportunidade, Helena conseguiu escapar. Ela destruiu o laboratório e estava pronta para trazer de volta os Incríveis!

Recentemente, Wong compartilhou seu último enredo: Logo após a derrota de Lúcio e sua separação dos Incríveis, Gelado perdeu sua amada esposa para uma doença. Com nada sobrando, ele se afastou do mundo, tornando-se um recluso, um vagabundo vigilante. Depois de 14 longos anos, os rumores do retorno da Mulher Elástico começaram a surgir… E é isso. Ele deixou lacunas para a imaginação dos fãs preencherem.

Além de dar aos Incríveis a saga futurística distópica que eles merecem, Wong está atualmente trabalhando no mais recente capítulo de sua ficção cômica, Zodiac, bem como desenvolvendo um livro de histórias de fantasia, dedicado à sua filha. O livro de histórias deve sair em algum momento ainda esse ano.

Via:

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.