Followers

Estudo diz que gatos reconhecem os próprios nomes- mas gostam de ignorar

16 jul, 2019
1090 Views

Se você tem ou já teve um gatinho em casa, provavelmente já foi ignorado pelo menos uma vez ao chamar o nome do seu bichano. Mesmo que eles sejam animais mais independentes, solitários e às vezes arrogantes, isso não quer dizer que eles não sintam afeto pelos humanos- muito menos que eles não entendam o que a gente diz.

Um estudo realizado pela Universidade Sophia, no Japão, mostrou que os felinos reconhecem os próprios nomes, ainda que nem sempre atendam ao chamado.

Especialistas fizeram quatro experiências diferentes e investigaram 78 gatos domésticos e que viviam em estabelecimentos comerciais para determinar a capacidade dos felinos de identificar o próprio nome entre quatro palavras previamente gravadas e foneticamente parecidas. As gravações eram de diferentes pessoas dizendo as palavras, sendo que o nome do animal era sempre a quinta pronunciada. As reações foram monitoradas desde os movimentos da cabeça até na cauda.

O resultado mostrou que os gatos prestavam atenção a todas as palavras ouvidas, mas a maioria reagiu positivamente quando ouviu seu próprio nome, independente de ser dito pelo dono ou por um desconhecido. Isso significa que os felinos são capazes de diferenciar uma palavra da outra e de identificar seu nome.

Eles concluíram ainda que os gatos associam seus nomes a um estímulo positivo, já que é, provavelmente, o substantivo que mais escutam. Além disso, como os donos costumam chamar o felino pelo nome na hora de dar comida ou de fazer carinho, os gatos associam o som com recompensas, seja com comida ou com demonstrações de afeto.

De acordo com o estudo, os gatos que conviviam com outros felinos tinham ainda a capacidade de identificar os nomes dos demais bichanos. Isso ficou observado especialmente entre gatos que vivem em estabelecimentos comerciais. Esses, além de serem mais independentes que os domésticos, tinham mais habilidades de socialização.

Apesar de os gatos geralmente associarem o próprio nome com uma recompensa (comida, carinho, brincadeiras), os especialistas indicaram que eles podem ligá-lo também a algo negativo. Quando o dono tem a intenção de reclamar ou castigar o felino, o animal consegue reconhecer seu nome e também o tom de voz utilizado, decidindo ignorar o chamado. Além disso, o humano pode chamar o gatinho quando precisar levá-lo ao veterinário para dar banho. Consequentemente, o bicho pode relacionar o próprio nome a uma ação não prazerosa.

Via

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.