no

Conselhos úteis que ninguém nos dá

Sabemos que existem muitas coisas na vida sobre as quais ninguém nos conta e conselhos que ninguém nos dá.

Coisas que podem parecer bobas ou óbvias, mas que quando ditas fazem uma grande diferença nas nossas vidas.

Acompanhe aqui alguns desses conselhos úteis que apostamos que até hoje ninguém te deu.

Ser bem sucedido tem significado diferente para cada pessoa. Respeite isso.

Ser bem sucedido na vida pode ter significados diferentes para cada um de nós.

Isso porque temos sonhos e planos de vida que são muito individuais.

Então, quando vemos uma pessoa seguindo e realizando as coisas no tempo devemos respeitar.

Afinal, nós não sabemos exatamente onde essa pessoa quer chegar na vida.

Às vezes, falar “foda-se” é a melhor resposta. Mas não sempre, infelizmente.

Uma das coisas mais necessárias da vida é que em certo momento precisamos aprender a não nos importar.

Dizer “foda-se” nesse caso significa isso, exercer o seu direito de não se importar com determinadas coisas.

Mas, infelizmente isso não se aplica para tudo na vida.

Por isso precisamos aprender a deixar de nos importar com as coisas certas e assim focar nossa energia no que importa.

Está tudo bem em relação a mudar sua opinião sobre pessoas ou coisas da sua vida… Apenas tente manter a coerência.

Muitas vezes acreditamos que se mudarmos nossa opinião sobre algo ou alguém vamos estar sendo hipócritas.

E isso não é verdade, porque na vida estamos em constante mudança.

E as mudanças fazem com que nossa visão sobre as coisas e as pessoas se altere e isso é ótimo.

Então o conselho é: se permita mudar de opinião sobre as coisas e as pessoas sem se sentir culpado por isso.

Pensar muito sobre um problema, não vai necessariamente torná-lo mais fácil de resolver.

Pensar demais nos problemas na verdade não faz com eles se tornem mais fáceis de resolver.

Pode ser que isso faça eles tomarem uma dimensão maior do que eles deveriam ter.

Tente passar menos tempo pensando em como resolverá o problema e mais tempo de fato fazendo algo para resolvê-lo.

Afinal, os problemas só deixam de existir com ações concretas.

Você não precisa da permissão de ninguém para fazer o que acha que é melhor para você.

Mesmo depois de adultos, algumas vezes sentimos como se precisássemos da

aprovação de alguém para fazer o que julgamos que será bom para nós.

Mas, a verdade é que se aquilo é bom para você e não afeta de forma negativa a vida de outra pessoa, então vai fundo.

Essa voz que nos diz que precisamos de uma aprovação é a nossa insegurança, e não devemos dar ouvidos a ela.

Algumas vezes desistir é a decisão mais corajosa.

Em muitas das vezes desistir é visto como um sinal de fraqueza.

Mas, o que nós não percebemos é que insistir em algo pode ser o que está nos deixando fracos.

Nesses casos desistir é se libertar e assim se fortalecer novamente.

Não tenha vergonha de desistir e de recomeçar, isso também é parte essencial da vida.

Ninguém fica realmente mantendo o controle de quantas vezes você errou…. relaxa.

Nós temos a impressão que cada vez que erramos esse erro está sendo percebido por alguém.

E com isso acabamos nos martirizando, como quem olha para um quadro de pontuação negativa.

A verdade é que as pessoas não estão prestando tanta atenção em nossos erros.

Quem acaba fazendo essa conta e olhando esse placar de erros é a nossa própria consciência.

O que você acha de criar então a pontuação dos seus acertos também?

Esses foram alguns conselhos muito úteis que ninguém te dá.

Esperamos que esses conselhos tenham sido proveitosos e que você compartilhe eles com quem você gosta.

O que você acha?

Written by Lua Koepsel

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
Dia Mundial da Fotografia

Dia Mundial da Fotografia: dicas para preparar cenário de fotos

Autoconhecimento

Autoconhecimento: 5 dicas para atingir essa meta