Followers

Casal que estava junto a 70 anos morrem de mãos dadas

08 fev, 2019
1475 Views

Quando duas pessoas assumem o compromisso do casamento, no discurso delas está escrito que elas estarão juntas para tudo, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, até que a morte os separe.

Pode ser que você já tenha desistido do amor, ou não. Independente de qualquer coisa esta história vai comover você.

Trouxemos hoje o final da história de amor dos australianos Norma June Platell, de 90 anos, e Francis Ernest Platell, de 92, que morreram de mãos dadas quase juntinhos.

A filha do casal e jornalista do Daily Mail Amanda Platell conta que a partida deles foi apenas o retrato de como eles viveram os seus 70 anos de casados: sempre unidos.

Norma havia sido diagnosticada com Alzheimer há três anos, e conforme o tempo passava a doença só se agravava mais. Ela perdeu a fala, e ficou muito difícil para seu esposo Francis cuidar dela em casa.

Então, ele a colocou numa casa de repouso para que ela pudesse ter o auxílio que precisava, mas incansavelmente ele a visitava todos os dias. E quando as coisas foram piorando com sua própria saúde também, ele resolveu se mudar para a mesma casa de repouso e ficar com sua amada.

No começo não foi fácil para ele se adaptar, ele sentia falta da independência que ele tinha no apartamento em que moravam. Mas mesmo com este sentimento ele sempre repetia que seu lar era em qualquer lugar onde estivesse ao lado de sua amada! AWWWWWWWWWWWWWWWWWN

Poucas semanas antes do Natal, Francis caiu durante o banho e quebrou o quadril, precisando ser hospitalizado. No mesmo dia, Norma, caiu da cama e também foi levada ao hospital. Dá pra acreditar?

Durante os últimos dias, no hospital, o casal fazia tudo junto. “Se ele não comia, ela também não comia. Se não tomava água, ela também não”, relata a filha do casal. E assim os dois permaneceram, até a noite de 6 de janeiro.

Naquela noite, Norma passou por complicações, estava respirando de forma irregular, Francis também demonstrou um comportamento inquieto. Após 10 minutos, a enfermeira voltou para o quarto para verificar a medicação do casal, e os dois haviam morrido, ali, de mãos dadas. As duas certidões constaram o mesmo horário de óbito, já que nem mesmo o médico conseguiu dizer quem faleceu primeiro.

Via   Sempre Família     Virgula  Fatos Desconhecidos

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.