Followers

Aprenda curiosidades sobre as profundezas do oceano

27 fev, 2019
1823 Views

Hoje trouxemos curiosidades divertidas sobre o que sabemos até hoje sobre as profundezas do oceano, vem ver só:

40 metros. É a profundidade máxima para a qual é permitido mergulhar durante uma excursão subaquática de mergulho.

93 metros. Um pouco mais abaixo encontra-se o local, onde foi encontrada a nave britânica “Lusitânia”, que naufragou em 1915. Um fato interessante: o comprimento da nave é de 240 metros e isto significa que se a colocarmos de ré , uma maior parte vai ser encontrada sobre a superfície da água.

100 metros. Mergulhar a uma profundidade de 100 metros pode ser mortalmente perigoso, pois a esta profundidade começa a síndrome de descompressão.

214 metros. Mas o perigo não parou o ser humano chamado Herbert Nitsch, quem estabeleceu um recorde ao mergulhar 214 metros de profundidade e sem equipe de mergulho. Suas pernas e cabeça foram amarrados com objetos pesados para que o mergulho fosse bastante rápido.

250 metros. A tal profundidade navegavam os submarinos alemães durante a segunda guerra mundial.

332 metros. Descemos mais. Aqui Ahmed Gabriela estabeleceu mais um recorde de mergulho, mas dessa vez com equipe de mergulho.

500 metros. A profundidade máxima para a qual pode estar a baleia azul: a criatura mais alta do planeta. Esta também é a profundidade na qual se pode mergulhar de maneira segura um submarino nuclear.

535 metros. A profundidade máxima, à qual pode mergulhar o pinguim imperador.

750 metros. Aqui se pode encontrar o polvo gigantesco, que sabe mudar a cor da sua pele para vermelho quando está com raiva.

828 metros. A esta profundidade poderíamos alcançar o raio da Torrea invertida de burj khalifa, o prédio mais alto do mundo.

1 000 metros. A luz da superfície não pode alcançar este ponto, por isso mais abaixo é completamente escuro. A pressão é a mesma como se estivéssemos na superfície de Vênus. Aqui também começa a zona de habitat das lulas gigantes
1 280 metros. A profundidade máxima para a qual se pode mergulhar a tartaruga alaúde gigante. Ela pode estar debaixo d ‘ água por 85 minutos.

2 250 metros. A esta profundidade os cachalotes caçam as lulas gigantes. De tais batalhas os cachalotes muitas vezes têm cicatrizes.

3 800 metros. Aqui se encontra o “Titanic”. o barco, o qual… pois, você já sabe perfeitamente a história.

4 000 metros. A zona abissal, aqui habitam animais assustadores, tais como os quiasmodontídeos, bathypterois e lophius.

4 267 metros. É a profundidade média de todo o oceano, é por isso que aqui se pode encontrar o fundo. Mas nós descemos para a fossa, e quer dizer que o fundo ainda está longe…

6 000 metros. Nos encontramos na zona hadal, chamada em homenagem ao Deus do mundo inferior dos mortos, Hades. A pressão aqui é como 50 aviões de passageiros Boeing 747, que se encontram em cima da sua cabeça.

6 500 metros. É a profundidade máxima à qual se mergulhava o aparelho dsv Alvin, que é o submarino para investigar, o qual ajudou a encontrar o “Titanic”.

6 762 metros. Aqui se encontra o SS rio grande, a nave que se afundou durante a segunda guerra mundial. É considerado o navio afundado para a maior profundidade no mundo.

8 848 metros. Aqui alcançaríamos o topo do Everest virado.

10 898 metros. A profundidade à qual o diretor James Cameron foi afundado em 2012., a imersão durou 3 horas durante as quais o diretor observava um mundo completamente escuro ao seu redor e levava a filmagem em 3 d para reproduzir as gravações obtidas. Cameron foi a terceira pessoa que se arriscou mergulhar a uma profundidade de 11 km e a primeira que o fez a sós.

10 916 metros. A profundidade a que se mergulhou em 1960 Jacques Piccard e dom walsh. Eles realizaram a imersão e estiveram lá cerca de 20 minutos, depois que os vidros do submarino começarem a tremer, tiveram que subir. Esta imersão durou 5 HORAS.

10 994 metros. Alcançamos o abismo do Challenger, o qual é considerado como o mais profundo de todos os pontos mais profundos estudados do nosso planeta.

No entanto, sabemos que as profundezas oceânicas foram estudadas menos do que a superfície de Marte, SOMENTE 5 por cento. Por isso, como acreditam muitos cientistas, existem lugares mais profundos do abismo e somente a natureza sabe o que se esconde a esta profundidade.

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.