no

American Bully, mais uma vítima de criadores irresponsáveis

Está vendo esse garotão aí embaixo? Parece uma bolinha fofa que está pronto para morar na sua casa e distribuir amor por todo lado, não? Tem a cara de um Pitbull com um Pug, e o corpo de um Bulldogue, certo? Exatamente o problema. O American Bully é mais uma raça vítima da reprodução desenfreada para resultar cães diferentes, muito parecido com o caso do Pug.

y5V51WK

O American Bully foi criado no começo dos anos 80 e já está em uma forma muito pior que os Pugs, como alertado pelo usuario battenroo, no Imgur.

Os Pugs, que nascem quase todos com problemas respiratórios, má formação e diversos problemas de saúde, são considerados ‘fofinhos’ porque… bom, porque são fofinhos mesmo! Mas não podemos deixar de lado o fato que a reprodução desses cães está sendo feita de maneira irresponsável e o futuro dele pode muito bem ser o do problemático American Bully.

zSOGhp4

Aqui é visível a má formação do corpo do American Bully.

VDLemOJ

Aqui estão 2 American Bullys. O menor e mais deformado foi considerado o campeão do evento, pois sua aparência ‘extrema’ tem mais valor. O mesmo problema do Pug.

haPKkQy

O American Bully foi criado a partir de 2 raças: o Pit Bull e o American Staffordshire Terrier. Porém a maioria dos criadores FALSIFICAM os registros, misturando raças como Buldogue Inglês e Buldogue Francês, para que a raça seja cada vez mais diferente e alcançar esse corpo pequeno e deformado. O resultado são má formações que podem impedir o desenvolvimento e a locomoção do cão, ‘tudo pelo show’.

XKGeyxq

Apesar de parecer (e a gente até desejar), nenhuma dessas fotos passaram pelo Photoshop.

I1QiF9v

A vida desses cães é curta e miserável. Apesar da sua personalidade alegre, ele sofre muito com seus defeitos fabricados.

qWc159d

Ru8t3H5

Vyu3Vt0

WaB2LFF

.

Finalmente, aqui está um American Bully ‘original’, criado a partir de um Pitbull e de um Staffordshire Terrier:

JIZYKjQ

Você pode pensar que o American Bully é um cão distante da gente, que nem existe no Brasil, mas está enganado. A mesma lógica está sendo aplicada em Pugs e outras raças, que estão sendo alvos de uma criação irresponsável e desenfreada, só pensando no dinheiro.

“Eu tenho um Pug, quer dizer que estou financiando isso? Eu amo meu Pug, pare de besteira!”.  Não, amigo, eu acredito e sei que você ama muito seu cão, ele é parte da sua família, e você amaria ele do mesmo jeito independente da sua saúde, mas esse não é o ponto.

O ponto do post é alertar que, antes de comprar um cão, você precisa e deve pesquisar muito sobre o canil. Existem muitos canis que respeitam uma criação responsável e não misturam raças para gerar filhotes deformados (porém ‘fofos’) e com defeitos que limitam a vida do cão. É um trabalho simples, mas que ajuda a acabar com essa prática bizarra.

Você pode gostar também do post que fizemos sobre a mudança de algumas raças em 100 anos de criação pelo homem. Clique AQUI para ler!

O que você acha?

Written by Lucas Thomé

Comentários

Deixe uma Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Sanguessuga devora minhoca como se fosse espaguete

Cubo de açúcar em formato de caveira