Followers

Amém Online.

15-videogame1

Twitter, A Febre. Tenho certeza que a Gripe Suína foi uma resposta da natureza à esta tendência mundial da falta de capacidade literária. Não me resta dúvida alguma que o Twitter foi feito pra quem tem medo de escrever e falar besteira. Como eu sempre falo besteira, escrevo TEXTOS, não “pingos de falta de criatividade”.

MAS, a utilidade do Twitter deve ser demonstrada. De início, não serve pra nada. Mesmo. O Twitter não tem utilidade. O que se pode escrever com aquela quantidade ínfima (140) de caracteres? “Ah… então, hoje eu comi arroz e tive um dia comum. Beijos, leitores!!! Amo vocês”. Faça um favor a si mesmo, possível chimpanzé. Pare. Faça como 60% (sessenta por cento) dos que se arriscam no Twitter e desista! A não ser que você seja o Ashton Kutcher ou a Oprah, ninguem quer saber da sua vida.

Para os Blogueiros é uma ferramenta fantástica. Ajuda a interagir com este mundo em expansão, de mensagens rápidas para atraír leitores para seu habitat natural, onde esses podem, aí sim, conhecer toda a maravilha daquilo que escrevem. Nós, de O Verso do Inverso, não fazemos a menor ideia de como funciona o Twitter, ou talvez sejamos “cults” (outra viadagem) e não usamos de modismos para locupletar-nos de leitores (WHAT?).

Agora, quem diria, o céu é o limite. Ontem, andando pela rua, ouvi a seguinte conversa:

– Ah, sabe o Pastor Macedo, da Universal? Então, ouvi dizer que ele tem um negócio na internet, chama Twitter.

– Você sabe o que é isso?

– Não sei direito, mas deve ser pra orar pela internet, né?

Fato: o “Pai Nosso” tem pelo menos 260 caracteres… sem espaço.

Aqui no céu é tudo Banda Larga. E não cai NUNCA! UHULL!

Aqui no céu é tudo Banda Larga. E não cai NUNCA! UHULL!

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.