in

A virtude dos Fracos.

39-chinesloco1

Paciência. Eu não tenho nenhuma. Sinceramente. Mas de uns tempos pra cá tenho acompanhado movimentos mundiais que mostram que eu sou calminho calminho. Os testes nucleares da Coréia do Norte, por exemplo. Mexer com bombas atômicas mostra que você é um sem paciência. Mas ninguem ganha do nosso amigo da tirinha.

Um chinês, Lai Jiansheng, 66 anos nas costas, certamente alimentado a base de entranhas de cachorro e insetos, soldado aposentado, ultrapassou os limites da razão e do saco cheio e empurrou um potencial suicida do alto de uma ponte na cidade de Guangzhou. Motivo: ele se irritou com a atitude egoísta do fulano saltador. Por causa do suicida, um enorme engarrafamento tinha se formado.

Mas agora pare para pensar, leitor. Tenho certeza absoluta que, como eu, você já ficou com raiva desses cretinos que sobem em qualquer lugar e gritam “eu vou pular”. Convenhamos, se o cara quisesse mesmo se matar, ele teria pulado quietinho, só fazendo barulho no chão. E se fosse ainda mais sarcástico, ainda miraria pra levar alguem junto pro inferno. Agora, subir na ponte, causar uma tranqueira (como dizem os gaúchos) e ainda não pular? O senhor Lai nos fez um grande favor.

Infelizmente, a polícia já tinha armado um colchão de ar sob a ponte e Chen (o saltador) sofreu lesões mínimas. mas Lai, em entrevista, continuou mostrando sua indignação: “Na verdade, eles não ousam se matar. Ao invés disso, eles só querem chamar a atenção das autoridades governamentais relevantes para seus apelos.”

Quer mais? A ponte Haizhu é tão zicada que 12 potenciais suicidas já atrairam a atenção de milhares para suas reivindicações. Pior, nenhum deles saltou. E caso você, leitor, se deparar com um desses chorões, faça como o Sr. Lai. Empurre-o e salve o mundo de mais um cagão.

What do you think?

Written by Lucas Thomé

3 Comments

Leave a Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Uma idéia cosmopolita.

Situações embaraçosas #5 – Meleca no nariz