Followers

A Baleia Mais Solitária do Mundo

23 nov, 2015
3045 Views

Ela não é como qualquer outra baleia. Ao contrário de todas as outras baleias, ela não tem amigos. Ela não tem uma família. Ela não pertence a nenhuma tribo ou grupo. Ela não tem um amante. Ela nunca teve. Suas canções vêm em grupos de duas a seis chamadas, com duração de cinco a seis segundos cada. Mas sua voz é diferente de qualquer outra baleia. Ela é única. Enquanto o resto de sua espécie se comunica entre 12 e 25Hz, ela canta em 52Hz. Você vê, esse é precisamente o problema.

395066_550457724981079_262170331_n

Nenhuma outra baleia consegue ouvi-la. Cada uma de suas chamadas desesperadas para se comunicar permanece sem resposta. Cada grito, ignorado. E, com cada canção solitária, ela se torna mais triste e frustrada, suas notas musicais caindo mais fundo no desespero, conforme os anos passam…

 

Imagine esse mamífero gigantesco, flutuando sozinho e cantando – grande demais para se conectar com qualquer um dos seres que passam por ele, sentindo-se paradoxalmente pequeno no vasto oceano vazio, no mar aberto.

kit-52-gertsa-4 (1)

A trajetória da Baleia de 52 Hertz não está relacionada com a presença ou movimentos de outras espécies de baleias. Seus movimentos são mais ou menos similares aos das baleias-azuis, mas seu ritmo é mais semelhante ao das baleias-comuns. Ela é detectada no Oceano Pacífico todos os anos, iniciando entre agosto e dezembro, e move-se para fora do alcance dos hidrofones entre janeiro e fevereiro.

kit-52-gertsa-3

A baleia foi descoberta por um time do Instituto Oceanográfico de Woods Hole. Seu chamado foi detectado pela primeira vez em 1989, e novamente em 1990 e 1991. Em 1992, após o fim da Guerra Fria, a Marinha dos Estados Unidos desclassificou parcialmente as gravações e especificações técnicas de sua cadeia de hidrofones anti-submarinos SOSUS e disponibilizou para pesquisas oceanográficas. Até 2004, a baleia foi detectada todos os anos. Uma pesquisa por cientistas do Instituto Oceanográfico de Woods Hole foi apoiada pelo Corpo de Engenheiros do Exército dos Estados Unidos, pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos e pelo Serviço Nacional de Pesca Marinha dos Estados Unidos, além da Marinha americana.
Os cientistas não conseguiram identificar a espécie da baleia. Eles especulam que ela poderia possuir alguma malformação, ou um híbridode baleia-azul com outra espécie (como a baleia-comum). Segundo o The New York Times, o time de pesquisa foi contatado por pessoas surdas que acreditam que a baleia possa ser surda. Sua voz tornou-se levemente mais grave desde 1992, o que sugere que a baleia pode ter crescido ou amadurecido. Qualquer que seja a causa biológica de sua incomum voz aguda, esta causa não parece ser prejudicial à sua sobrevivência.

395066_550457724981079_262170331_n

O fato de que a baleia sobreviveu (e, aparentemente, amadureceu) indica que ela é, provavelmente, saudável. Ainda assim, é a única de seu tipo detectada onde quer que seja, e há apenas uma única fonte de som por temporada. Devido a isto, o animal foi chamado de “a mais solitária baleia do mundo”.

Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. Os comentários são inteiramente de sua responsabilidade. Você será banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.