no

8 sinais para seguir em frente em sua vida amorosa – ou não

seguir em frente

Os relacionamentos podem ser extremamente complexos e pode ser difícil saber quando seguir em frente com nossas vidas

Às vezes os relacionamentos tem a capacidade de fazer tudo na vida parecer maravilhoso. Mas eles também podem fazer tudo parecer miserável.

Nem sempre é fácil perceber os sinais de que está na hora de começar um capítulo novo- e por muitas vezes o apego nos faz insistir um pouco mais no que já deveria ir embora.

É tão fácil ficar preso em um estado de ambivalência. Alguns aspectos do relacionamento podem ser ótimos, mas outros podem não estar indo bem. Talvez as coisas estejam boas o suficiente para continuar, mas talvez esse relacionamento esteja te atrapalhando. O que você faz?

Na maioria das vezes, temos a mania de tentar pesar os relacionamentos como se fossem balanças;

Entretanto, talvez uma abordagem de diagnóstica possa ser mais eficaz para ver se vale a pena insistir ou se é melhor virar a página.

Pensando nessa dificuldade, reunimos algumas questões para reflexão. Suas respostas a estas perguntas podem se transformar em dicas e ajudá-lo a tomar uma decisão final:

Suas necessidades de relacionamento estão sendo atendidas com relativa facilidade?

Se você está constantemente lutando para ter suas necessidades satisfeitas, seu relacionamento provavelmente está causando mais mal do que bem.

Isso é particularmente verdadeiro se você estiver falando abertamente e pedindo ao seu parceiro que atenda às suas necessidades e ele ainda não o estiver fazendo.

No entanto, é importante ser honesto consigo mesmo. Se você não estiver expressando suas necessidades ao seu parceiro, ele não poderá atendê-las.

Ou pior ainda: se você nem conhece suas necessidades.

Desta forma será difícil expressá-las a um parceiro.

Portanto, certifique-se de que você está sendo claro sobre o que você precisa e, em seguida, expresse essas necessidades.

Existe respeito mútuo?

O respeito é fundamental para a nossa vida. Em todos os nossos relacionamentos, ele deve ser a base.

Por que passar a vida com alguém que você não respeita ou que não te respeita? Este é um componente crítico de qualquer relacionamento, e é uma via de mão dupla.

Respeito é mais do que apenas falar um com o outro respeitosamente, também é:

  • levar em consideração as opiniões e pensamentos uns dos outros
  • consultar seu parceiro antes de tomar decisões importantes ou decisões que afetem vocês dois
  • ter um interesse ativo em seu trabalho, hobbies, etc.
  • valorizar os sentimentos e necessidades de cada um
  • ter conversas abertas e honestas e ouvir atentamente durante essas conversas
  • comprometer-se com seu parceiro

O respeito é muito maior do que essas coisas, mas se você está fazendo essas coisas, provavelmente está construindo uma base sólida de respeito.

Se não existir respeito, é um sinal claro de que você deveria seguir em frente. Se atente a isso!

Seu parceiro melhora sua vida de alguma forma significativa?

Você perderia algo ao seguir em frente? Se não, você pode querer se colocar na posição de encontrar alguém que adicione algo positivo à sua vida.

Se houver algo significativo que seria perdido, talvez seja hora de uma conversa franca antes de você ir embora.

Qualquer parceiro que você tenha deve melhorar sua vida de alguma forma. Deve haver algo que você possa apontar e dizer: “Isso é o que eles adicionam à minha vida”.

Mesmo que seja algo tão simples como “Eu me sinto bem”, desde que não haja uma lista de coisas negativas que superem esse sentimento bom, pode ser bom o suficiente.

Vocês são bons em perdoar um ao outro?

Todos os relacionamentos precisam de perdão. Não importa quem somos ou com quem estamos envolvidos, cometeremos erros. Diremos algo rude, áspero ou ofensivo. Faremos algo impensado ou indelicado. Nós machucamos nosso parceiro sem querer – e às vezes fazemos isso intencionalmente.

A chave está em ser capaz de perdoar e deixar ir. Suponha que estamos nos apegando a cada erro, a cada coisa dolorosa que nosso parceiro já disse ou fez. Nesse caso, eventualmente, o relacionamento não passará de uma pilha dessas coisas sem nada de positivo para redimir.

Onde não há perdão, há ressentimento. E com o ressentimento vem a miséria e, consequentemente, a morte de um relacionamento amoroso.

Se isso acontece, você deveria seguir em frente!

Vocês se divertem juntos?

Um relacionamento positivo tem um componente muito importante: o da diversão. Por que vocês estão juntos se não podem aproveitar o tempo um com o outro? Isso significa coisas como curtir os mesmos filmes, livros ou hobbies.

Mas também significa que você deve se divertir de outras maneiras. Vocês podem ter piadas internas, assuntos longos e interessantes daqueles que fazem parecer que o tempo voa, ou serem capazes de rir quando algo der muito errado.

O amor às vezes deixa nosso lado criança florescendo de novo e é isso que faz tudo valer a pena.

Vocês compartilham metas?

Se seus objetivos não corresponderem, pelo menos um de vocês pode ficar infeliz no final. Você não precisa compartilhar todas as metas, mas algumas metas básicas devem corresponder:

1- O objetivo do relacionamento (casamento, filhos, casual, etc.)

2- Onde você quer morar (apartamento x casa, no próprio país x exterior, etc.)

3- Objetivos financeiros

4- Metas menores (planejar uma próxima viagem, planejar noites de encontro, etc.)

5- Criar bons hábitos de comunicação

Pode haver outras metas que você considera básicas que devem corresponder, mas o ponto é reconhecer que você compartilha metas. Se você perceber que apenas um de vocês atingiu os objetivos e o outro está apenas sendo arrastado para esses objetivos, isso é uma indicação de que você pode não viver feliz para sempre.

Você realmente gosta do seu parceiro? Você tem orgulho de estar com ele?

Essas qualidades também são importantes para manter um forte vínculo entre si. Gostar genuinamente do seu parceiro significa que você gostará de passar tempo com ele em vez de evitá-lo. Também torna mais fácil respeitá-lo, criar metas juntos e atender às suas necessidades.

Ter orgulho de estar com ele significa que você ficará feliz em sair em encontros, levá-lo a eventos e apresentá-los a familiares e amigos. Isso aumenta sua autoestima, o que ajuda a melhorar seu relacionamento.

Se você não gosta genuinamente dele ou não tem orgulho de estar com ele, pode valer a pena explorar por que você se sente assim.

Existe um problema não resolvido que está causando esse sentimento? Ou talvez você tenha escolhido estar nesse relacionamento porque a alternativa de ficar sozinho o deixa muito desconfortável?

Conclusão: você deve seguir em frente em sua vida amorosa?

Devo seguir em frente ou insistir no meu relacionamento?

Essas perguntas que colocamos acima apoiam a ideia de que um relacionamento deve adicionar algo à sua vida, em vez de esgotá-la. Você deveria ser mais feliz com seu relacionamento do que sem ele.

Qualquer relacionamento requer tempo e esforço de ambos os parceiros. Ele não pode sobreviver e prosperar com os esforços de um apenas.

Pergunte a si mesmo se vocês dois estão investindo o tempo e a energia necessários para fazê-lo funcionar.

Aplicar essas perguntas a alguns de seus outros relacionamentos pode ser valioso. Muitas dessas perguntas são relevantes para amizades e até relacionamentos de trabalho. Tire algum tempo e examine todos os seus relacionamentos.

À medida que você e as outras pessoas em sua vida evoluem, alguns de seus relacionamentos podem não fazer sentido agora.

Diagnosticar seu relacionamento de forma objetiva pode fornecer as informações necessárias para tomar uma decisão inteligente. Pense um pouco e cuide-se.

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0
gatos amaram stray

Gatos também amaram Stray

gato mascarado e seu filhote

Gato mascarado conquista a Internet