no ,

8 sinais de que você está se autossabotando

A autossabotagem pode ser um mecanismo involuntário do nosso cérebro.

Por isso é importante perceber quando ela acontece para que possamos nos policiar.

Separamos uma lista com 8 sinais que você está se autossabotando sem nem perceber:

“Eu não sou bom nisso”

Todas as vezes que você disse essa frase referente a algo que você sabe e gosta de fazer.

A autossabotagem nos faz acreditar que não somos bons em quase nada, mas isso não é verdade.

É bom em realizar suas atividades, só não consegue perceber.

Não reconhecer as conquistas

A autossabotagem nos faz acreditar que qualquer conquista não é nada além do que cumprir nossa obrigação.

Pequenas ou grandes, todas as nossas conquistas merecem ser reconhecidas e celebradas.

Então, seja mais gentil com você e se parabenize.

Abandonar tarefas 

Por medo de falhar ou por não acreditar que é capaz quem se autossabota tem a tendência de abandonar tarefas.

Procrastinação

Muitas vezes relacionamos a procrastinação com preguiça ou falta de comprometimento, mas na verdade ela pode esconder o medo de errar ou falhar.

O medo da falha é uma das grandes características da autossabotagem.

Comparação

Nos compararmos com os outros nunca é um exercício saudável, mas quando nos comparamos através dos olhos da autossabotagem pode ser ainda pior.

Olhar para amigos ou colegas de trabalho, e acreditar que jamais alcançaremos sucesso deles é comum e é um grande sinal que estamos nos sabotando.

Não devemos usar outras pessoas como medida para nossas vidas.

Não acreditar no seu mérito

“Se eu cheguei até aqui não foi por mérito meu”, frases como esta são comuns vindas de quem se autossabota.

Não acreditar no valor do próprio trabalho e não reconhecer os esforços feitos para alcançar algum reconhecimento.

O autossabotador sempre vai preferir acreditar que foi sorte e não mérito.

Excesso de trabalho

Para compensar o sentimento de incapacidade muitas pessoas procuram trabalhar demais.

É uma forma de disfarçar a autossabotagem através do acumulo de tarefas para que assim elas se sintam mais úteis.

Porém, o que acaba acontecendo é um esgotamento pela quantidade de trabalho e uma maior frustração por não conseguir realizar a grande quantidade de tarefas.

Zona de conforto

Como consequência de tudo falamos ali em cima, quem se autossabota tem a tendência a permanecer na zona de conforto.

O medo de arriscar em coisas novas faz com que essas pessoas acabem estagnadas e se contentem com o que elas já tem. 

A síndrome do impostor é algo muito sério e que interfere de forma bastante negativa em nossas vidas.

Portanto, se você se identificou com alguns desses sintomas fique atento com a forma que lida com eles e procure mudar. Só depende de você e você consegue! 

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Gatinho que vive com 3 Shiba Inus já virou parça dos rolê

Conheça Maramures: um condado que parece ter saído de um conto de fadas