5 hábitos que provavelmente deveremos manter após a pandemia

Isolamento e lockdown definitivamente não são bons, pois implicam sentimentos como solidão ou pânico: de circunstâncias incomuns que estão fora de nosso controle.

A experiência do lockdown certamente não está sendo agradável para muitas pessoas, mas trouxe alguns resultados inesperados, geralmente positivos, ou seja, novas rotinas e hábitos que não tínhamos antes.

A maioria das pessoas ficará feliz em ter a liberdade de volta à medida que as restrições diminuírem, mas, é possível que adquiramos alguns hábitos durante o isolamento que vamos querer manter. Talvez eles nos tornem mais socialmente conscientes e possivelmente melhores seres humanos como resultado. Eis alguns deles.

Cabelos mais compridos (ou grisalhos)

Os cabeleireiros, juntamente com muitas outras pequenas empresas, infelizmente estão fora dos limites na maioria dos países durante o confinamento.

Quanto mais tempo ficamos em casa, mais compridos ficarão os cabelos. Alguns não aguentaram e pediram para alguém da família cortar ou ainda cortaram sozinhos – cuidado com isso! Muitos homens (e algumas mulheres) foram além do normal e rasparam tudo.

Entretanto, muitos gostaram desse novo visual. Talvez porque nunca tivessem tentado isso antes e ficaram surpreendentemente satisfeitos com os resultados.

Para algumas pessoas que já apresentam cabelos brancos, não ir ao cabeleireiro poupou os fios da tintura e proporcionou um visual grisalho. Surgiu uma página do Facebook “Growing Gray Gracefully”, que promoveu os aspectos positivos de abraçar os cabelos brancos, com isso, muitas pessoas postaram selfies de seus cabelos grisalhos se juntando a Gillian Anderson e George Clooney no clube dos “Grisalhos elegantes”.

Se cabelos longos e grisalhos realmente estão aqui para ficar, isso significa más notícias para os cabeleireiros, mas boas notícias para o nosso bolso e, talvez, da nossa dependência de tinturas de cabelo.

Entretenimento online

Uma das coisas mais difíceis do lockdown é ser subitamente privado das nossas atividades diárias, como por exemplo, ir ao cinema, ao estádio ou a um show: todos esses eventos pararam e ainda levará algum tempo para voltar ao normal.

Inevitavelmente, as atividades virtuais tomaram conta. Músicos transmitem ao vivo de suas casas, plataformas como Netflix e HBO desfrutam de um aumento na demanda, e até mesmo eventos esportivos virtuais substituíram os da vida real.

Está claro os benefícios disso. Nosso mundo digital nos oferece opções de entretenimento que eram impossíveis alguns anos atrás, e podemos desfrutar de uma grande variedade de filmes, esportes e shows a partir do conforto do nosso sofá.

No entanto, vale lembrar os aspectos negativos: a falta de interação social está ligada à depressão; a acessibilidade extremamente alta das atividades de apostas em cassinos online e sites de esportes nem sempre levam a jogo responsável, além disso, os eventos esportivos virtuais nunca correspondem à emoção da experiência ao vivo.

Embora seja fácil de nos entretermos em casa, sempre deve haver espaço para maneiras antigas de interagir com outros seres humanos, e é por isso que o próximo hábito pode ser tão importante.

Cozinhar

Não poder ir a um restaurante e muitas vezes pedir comida nos obrigou a ser práticos. Cozinhar sempre foi algo muito apreciado, e durante o isolamento, muitas pessoas estão se arriscando na cozinha.

Com uma ajudinha de ótimos canais de culinária do YouTube fica mais fácil, portanto, nunca tivemos tantas ideias novas. Muitos chefs estão dando opções sem carne, refletindo a crescente desconfiança da sociedade em fazendas industriais e de carne processada.

Tempos de crise trazem à tona nossos medos e anseios de coisas ruins, mas também trazem alguns aspectos positivos, como a autoconfiança no cultivo de nossos próprios vegetais e de bons momentos com nossos entes queridos na hora das refeições.

No final, pode ser que confiemos menos em alimentos industrializados e realmente apreciaremos a arte de cozinhar e comer com amigos e familiares.

Exercícios regulares

Mais tempo livre geralmente significa mais tempo para ficar sentado, mas muitos não aguentam ficar sentados por muito tempo, a não ser por doença ou preguiça mesmo.

Pessoas que antes tinham pouco interesse em exercícios de repente se tornaram fitness fanáticos, incorporando uma sessão de caminhada, corrida ou ioga em sua rotina diária.

O melhor das rotinas diárias é que você pode desenvolver uma habilidade lentamente. Portanto, se você começar a correr apenas um quilômetro por dia, por exemplo, depois de duas semanas, provavelmente poderá executar três ou quatro sem muita dificuldade. Também conseguimos ter contato com áreas naturais perto de onde moramos e com isso, nossa sensação de bem-estar melhora.

Será que isso levará a uma tendência duradoura do condicionamento físico? Bem, a sociedade está seguindo esse caminho há algum tempo e pode ser que o isolamento apenas tenha acelerado nossa obsessão por permanecer em forma. Afinal, nosso desejo de permanecer saudável assumiu um significado ainda mais importante com a ameaça do coronavírus.

Desacelerar um pouco

Será que um período de isolamento mundial forçado nos deu tempo para refletir e desacelerar um pouco?

À medida que a disseminação do Coronavírus se estabeleceu, ficou ainda mais óbvio que a nossa saúde é a coisa mais importante que temos. Entrevistas, reuniões, receber um salário alto – tudo isso é insignificante em comparação com um corpo e uma mente saudáveis.

Já vimos muitos exemplos disso na vida real, incluindo a maioria dos pontos deste artigo. Dedique um tempo para passar com sua família e amigos, aprenda habilidades práticas e até permita que os cabelos cresçam naturalmente: todas essas coisas exigem calma e paciência, algo que talvez não tivéssemos antes.

Queremos levar algo de positivo dessa crise, então talvez focar nas coisas que são importantes para nós seja a melhor coisa que podemos fazer. O lockdown obrigou muitos de nós a iniciar novas rotinas positivas e mantê-las pode nos proporcionar uma vida mais feliz do que antes.

Para mais conteúdos: Facebook/ Instagram

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Rapaz presenteia seu chihuahua idoso com quartinho aconchegante

Como seria os personagens de “O Rei Leão” em formas “humanas”?