no

5 criaturas no mínimo curiosas

Eu só não coloquei as 5 mais curiosas porque quem fez a seleção fui eu, e vocês podem não compartilhar a mesma opinião. Algumas criaturas vocês podem conhecer, outras não, mas com certeza todas são de impressionar.

Então comece a ler e se tiver alguma dúvida, sugestão ou correção não hesitem em postar. Afinal eu não sou biólogo e nem não domino completamente esse universo, só gosto do assunto.

linha1

1- Vinegaroon gigante (Mastigoproctus giganteus)


vine1


Que isso? Me conta!

– Essa criatura é um aracnídeo. Dá para perceber porque ele parece um escorpião com algum defeito genético.

– Ele também tem patas dianteiras que não são usadas para andar, e sim como látegos sensoriais para se localizar e achar presas para chicotear com seu longo ferrão traseiro.

vine2

– Quando se sente ameaçado lança ácido acético pela parte superior e esse líquido cheira a vinagre. Ou seja, se você não quer mais gastar dinheiro com vinagre para temperar sua salada, essa aranha bizarra pode ser uma boa opção.

– Ele pode ser facilmente confundido com um inseto por seu formato peculiar, mas ele tem 7cm e tem garras de escorpião. Ou seja, não é um inseto. Ficou claro?

vine3

Que mais? Que mais?

O “vinagre” produzido pelo Vinegaroon é usado na cura de vários edemas, antídoto para picada de cobras, aranhas e escorpiões, além de também ser incluso em pesquisas para a cura do cancêr e outras doenças tidas como incuráveis.

vine4

Desse ácido produzido pelo aracnídeo foi feito um produto natural chamado “Grass Egypt Scorpion” e é vendido em vários lugares, inclusive em atacados aqui no Brasil.

2- Jerboa pigmeu (Salpingotulus michaelis)


jerboa1


Que isso? Me conta!

– Ele é incrivelmente pequeno e chega a medir de 3 a 4cm de comprimento, sendo o menor dos “Jerboas”, os quais tem uma grande variedade de parentes.

– Essa espécie é nativa do Paquistão, mas não se vê mais eles por lá desde 2003. Ultimamente a maior população deles está sendo criada em cativeiro.

jerboa2

– Os japoneses tem um grande apreço por esse bichinho e alguns até o tem como animal de estimação doméstico. O que deve ser ótimo por não dar nenhum trabalho: provavelemente uma folha de alface por dia e meia folha de jornal para necessidades diárias?

– Apesar de sua aparência frágil, seu habitát natural é o deserto. Esqueça o fato de ele ter um corpo minúsculo, porque ele suporta muito calor.

jerboa3

Que mais? Que mais?

Em uma época não muito distante esse animal foi um “boom” na internet por causa de um vídeo caseiro que um criador colocou no youtube.

jerboa4

Muito se falou da sua semelhança com o “Pikachu”, e como a série é japonesa não duvido muito que ele serviu de inspiração. Já até fiz um post com as possíveis relações dele com desenhos conhecidos.

3- Pitohui encapuzado (Pitohui dichrous)


pitohui1


Que isso? Me conta!

– Ele é o único pássaro venenoso. Sim, ele tem veneno. E é um pássaro. Pás-sa-ro. Piu piu.

– O seu veneno é semelhante ao do “rã flecha venenosa”, uma das criaturinhas mais venenosas do planeta. A boa notícia é que a toxina é bem menos concentrada e seria preciso comer um pássaro desse inteiro para que tenha algum perigo de verdade.

pitohui2

– A má notícia é que o veneno é transferido para humanos pelo simples toque nesse pássaro ou ao manuseá-lo e causa dormência e formigamento no local.

pitohui3

Que mais? Que mais?

Essa espécie tem duas variações de cores e são os únicos pássaros venenosos documentados no mundo, o que é uma afronta. Qual é a próxima coisa? Coelhinhos que cospem ácido?

pitohui4

Bem, o veneno que está presente nas penas e na pele do pássaro se trata da Batrachotoxina. Essa é uma toxina potente que afeta o sistema nervoso, fazendo com que a vítima perca os movimentos, e em altas doses causa a morte. Nesse vídeo um pesquisador conta a sua experiência desagradável com essa espécie. Infelizmente o vídeo não tem legenda, então english is needed.

4- Percevejo assassino da Malásia (Castolus sp)


assassin1


Que isso? Me conta!

– Ele é um dos integrantes da longa família de percevejos assassinos: vários insetos predadores que sugam sangue. E qualquer coisa que se alimenta de sangue está na minha lista de inimizade.

– Algumas espécies de percevejos assassinos se destacam, como o “Percevejo Assassino da Malásia” que se alimentam de insetos, como todos, e de mamíferos como morcego (vide vídeo) e até humanos.

assassin2

– Ele usa sua boca de fúnil para injetar um líquido anestésico para que você não sinta enquanto suga seu precioso sangue. E de bônus sua saliva dissolve tecido para ficar mais fácil de arruinar sua vida com necroses indesejadas.

– Algumas pessoas criam esses percevejos horrendos para controle de insetos, o que só vem confirmar a fama de assassinos.

assassin3

Que mais? Que mais?

Um dos parentes dessa extensa família de percevejos é o nosso velho conhecido da escola, o “Barbeiro”. Sim, ele te assombrou na escola e peço perdão por ter que reviver esse assunto, prometo que não vai cair na prova.

assassin4

Veja esse vídeo genial onde um Percevejo Assassino da Malásia recém-nascido ataca um morcego. Como os recém-nascidos tem uma tonalidade branca-transparente, dá até para ver o sangue preenchendo o seu corpo. E preste atenção também como o inseto adulto não recua diante de um animal bem maior.

5- Raposa voadora (Pteropus vampyrus)


bat1


Que isso? Me conta!

– São simplesmente os maiores morcegos do mundo com 2m de envergadura e a prova viva que os morcegos são mamíferos: olha a cara de raposa do garotão quando pequeno.

bat5

– Calma, eles não moram no Brasil, são residentes da África, Ásia de Oceania (lógico que a Austrália não poderia ficar fora dessa). E para melhorar eles não são sanguessugas, comem apenas frutos.

bat4

– Como o post passado se referia a animais pré-históricos, tenho que fazer um adendo: os ancestrais desse morcego tem 35 milhões de anos não mutaram até hoje. Ou seja, são fósseis-vivos também.

– Com colares de monitoramento, cientistas descobriram que essa espécie voa 60km a cada noite para procurar alimento.

bat3

Que mais? Que mais?

O grande problema é que a Raposa voadora é caçada na Malásia para alimentação, remédio ou pelo simples mérito de dizer que matou um mini-drácula.

bat2

Pesquisadores estimam que se o ritmo da caça continuar como está hoje, a espécie será extinta no local em até 10 anos.

Veja também 6 seres pré-históricos vivendo nos dias de hoje.

O que você acha?

Written by Lucas Thomé

Comentários

Deixe uma Resposta
  1. Pingback:

  2. Pingback:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Promoções só até Domingo 13/SET/2009

A história de Padawilo, o esquilo jedi