no

2020 ainda pode piorar! Estão estudando cobras que voam!

O jeito que essa espécie voa intrigou inúmeros cientistas e vai intrigar você também!

As cobras são chamadas de  nope ropes  na internet por um motivo. Eles são sorrateiros e não discriminam quem (ou o que) comer no almoço. Muitos são venenosos, então mesmo que você lute contra um deles, o veneno pode pegá-lo, e eles podem ser encontrados em praticamente todos os continentes, tornando-os um tanto inevitáveis.

_ Você acha que 2020 não pode piorar? Pois está errado!

Bem, se você pensa que já estamos ferrados com esse ano depois de pandemia, gafanhotos e ciclones, pessoas estão descobrindo alguns animais que voam e a gente não sabia: Cobras.

Sim, cobras voadoras que não têm problemas deslizando pelo ar como muitos animais transportados pelo ar. Embora alguns temem que ainda tenhamos seis meses em 2020 e agora haja cobras voadoras na mistura, outros se alegram com esta notícia.

_Acabaram de descobrir que existem cobras que podem deslizar pelo ar e os cientistas estão estudando como conseguem tal proeza

Fonte: Jake Socha

Portanto, as cobras voadoras denominadas Lat. Chrysopelea são um pequeno grupo de 5 espécies de cobras encontradas principalmente na área do sudeste da Ásia ao extremo sul da China, Índia e Sri Lanka. São levemente venenosos, para nós, por que para as presas de caça, esse veneno é fatal – ou seja, lagartos, roedores, sapos, pássaros e morcegos.

Portanto, uma característica única dessas cobras (em comparação com outras espécies de cobras) é que elas têm a capacidade de deslizar pelo ar. Como as cobras voadoras vivem nas árvores, não há problema em elas se levantarem e assim se prepararem para planar.

O que eles efetivamente fazem é que eles se inclinam de um galho, saltam dele, lançando-se no ar, no qual começam a “ondular” – fazem esse movimento de esquerda e direita, como se rastejassem na terra e subissem ao seu destino.

_Como a física explica esse “rastejar sobre o ar”?

Fonte: Jake Socha

_Aparentemente, eles podem achatar seus corpos e ondular (em zigue-zague) para desacelerar a queda, aumentando assim a distância de deslizamento e mantendo a estabilidade

_Pesquisadores construíram campos de testes onde prenderam uma tecnologia de captura de movimento em uma cobra para estudar seu deslize

Graças a isso conseguiram simular seu movimento com a ajuda da computação n simulação em 3d.

_Testes mostraram que a ondulação é destinada a manter a cobra estável no ar, além de aumentar sua distância de viagem

Mas aí você me pergunta: “Tanto estudo só pra descobrir como uma animal voa?” Tanto investimento que poderia em vez disso, ser direcionado a coisas mais importantes não é verdade? Não! Acontece que esse estudo rendeu informações valiosas que poderão ser aplicado na robótica!

Nosso objetivo é estudar a aerodinâmica dos movimentos da cobra em detalhes, em 3D. E também estamos interessados ​​em como os sistemas sensoriais podem contribuir para a capacidade de controlar o deslize. E sim, há muito mais a fazer!

explicou o Dr. Socha.

Conte-nos o que achou desse post!

Fonte: Demilked

Para mais conteúdos: Facebook/ Instagram

O que você acha?

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

Fatos curiosos que irão confundir sua percepção sobre o tempo

Como seriam as celebridades se não fossem ricassos?