no

Os três lugares mais assustadores de São Paulo

Separei para vocês os três lugares bizarros e assustadores de São Paulo. Foi um pouco difícil a escolha, porque uma cidade com 12 milhões de habitantes e 560 anos tem muita história pra contar.

Agora senta que lá vem a história…

apa

O Castelinho da Rua Apa sempre me intrigou, apesar de não saber exatamente o que tinha acontecido naquele lugar, a sensação de passar só na frente já me dava um frio na espinha. A história dos moradores desse lugar é digna de roteiro de filme: Álvaro e Armando, irmãos e filhos de Maria Cândida, tiveram uma discussão sobre dinheiro e bens da família e no calor do momento Álvaro assassinou seu irmão com um tiro. Mas o que a mãe tinha a ver com a história? Boa pergunta! Algumas fontes dizem que ela se intrometeu e acabou levando a pior. Em seguida, Álvaro se matou com não um, mas DOIS tiros na cabeça. Estranho, né?

Os mistérios sobre esse caso é enorme, porque vejam bem, os corpos dos irmãos foram encontrados lado a lado e as balas eram de calibres diferentes (uma era Mauser alemã 9mm de Álvaro e a outra era Magnum Parabello, que nunca foi encontrada). Sendo assim, o desfecho da história pode mudar por completo: será que existiu uma quarta pessoa envolvida no assassinato que chocou a sociedade paulistana em 12 de maio de 1937? Estamos em 2014 e até hoje ninguém sabe dizer o que aconteceu de fato.

CORPOS

Em 1944 o comediante Ankito morou no Castelinho e disse ouvir com frequência barulhos estranhos, portas se abrindo, pessoas nas escadas, torneiras abertas e essas coisas medonhas, mas ele alega que nunca teve medo. Tá aí um cara que é macho.

Atualmente o Castelinho está nas mãos do INSS, mas apesar de ser patrimônio histórico, jamais foi reformado. O Clube das Mães, que está localizado ao lado do local, é quem administra e toma conta de lá, mas é preciso de investidores e incentivo pra obra ser concluída e esse papel o Governo não quer fazer. Daria um belo museu, não?

castelinho

Para ver o Castelinho pelo Google Street View abaixo, é só clicar no ponto A:


Exibir mapa ampliado

JOELMA

Localizado no centro de São Paulo, o Edifício Joelma (hoje chamado de Edifício Praça da Bandeira) foi palco de um dos maiores incêndios da capital, no ano de 1974. O fogo foi iniciado devido a um curto circuito no ar-condicionado no 12º andar, mas divisórias, carpetes e cortinas fizeram com que o fogo se alastrasse pelo prédio todo em apenas 25 minutos. A fatalidade tirou a vida de 191 pessoas e deixou mais de 300 feridos. O edifício não era nem um pouco seguro: não existiam escadas de incêndio, as instalações do ar condicionado eram precárias e se quer existia um heliponto – fator que dificultou muito no resgate das vítimas. Em 1974 São Paulo não contava com equipes de bombeiros tão especializadas como hoje, muito menos equipamentos apropriados, mas tenho certeza que toda a equipe de bombeiros e policiais da cidade deram o seu melhor no resgate.

fotos

joelmaantes

Dentre as 191 mortes existe o Mistério das Treze Almas que perdura até hoje: durante o incêndio, 13 pessoas tentaram escapar por um elevador (péssima ideia, diga-se de passagem) e acabaram morrendo carbonizadas. Nenhum dos corpos foi identificado porque naquela época exames de DNA não era acessíveis, e por isso foram enterrados lado a lado. Atualmente os túmulos das 13 Almas viraram praticamente santuários, onde pessoas aflitas rezam e outras agradecem pela graça alcançada.

treze+almas

Outra história envolvendo o Edifício Joelma é bem intrigante: Paulo, professor de química na USP, morava com sua mãe e duas irmãs numa casa situada na Rua Santo Antônio e elas não aceitavam seu relacionamento com uma enfermeira que não era mais virgem – sabemos quais eram os padrões da sociedade em 1948, certo? Como um bom psicopata, Paulo arquitetou todo o crime, pensando que jamais seria descoberto e que assim poderia viver sua história de amor. Dias antes, mandou cavar um poço no quintal da casa e durante uma refeição com a família reunida, colocou sonífero na comida. Quando elas apagaram, Paulo atirou contra elas e as jogou no poço. Passaram os dias e ele estava vivendo normalmente, até que a polícia bate em sua porta (já estavam investigando o caso) e encontraram o corpo das mulheres no quintal. Enquanto descobriam os corpos, Paulo se trancou no banheiro e ali tirou a própria vida. O que sobrou foram suposições e um título que marcou a história: o crime do poço.

Mas o que isso tem a ver com o Edifício Joelma? Acontece que o prédio foi construído no terreno da casa desse louco varrido. Será que existe essa da terra ter sido amaldiçoada ou será que foi uma infeliz coincidência?

Para ver o prédio nos dias de hoje basta clicar no mapa:


Exibir mapa ampliado

martinelli

Giuseppe Martinelli, imigrante italiano, veio ao Brasil para trabalhar e aos poucos conseguiu seu grande feito: a construção do Edifício Martinelli. Nos anos 60 uma grande crise pegou todos desprevenidos e ele teve que abrir mão do prédio. O governo nessa época também estava em crise, então dá para imaginar o caos se instalando nas dependências do grande arranha-céu. Os 25 andares se tornaram cenários de prostituição, trafico e consumo de drogas, moradia para as classes baixas e, posteriormente, assassinatos.

martinelli1 martinelli2

Em 1947 o garoto Davidson foi brutalmente violentado, estrangulado e jogado no poço do elevador pelo assassino conhecido como “Meia Noite”. Ele foi preso e confessou o crime. Em 1960 a menor Márcia Tereza foi estuprada e assassinada por 5 bandidos em um dos apartamentos.12OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Hoje em dia o prédio é aberto para visitação e dizem que o clima lá dentro é bizarro. Funcionários dizem que é possível ouvir barulhos vindo dos corredores gelados e que uma loira fantasmagórica também zanza pelo lugar.

Para ler mais sobre a história do edifício, clique aqui.

martinelliantes 

E aí, curtiu saber um pouco mais dessas bizarrices da selva de pedra? Se tiver sugestões de outros lugares macabros, deixa a dica aí nos comentários!

O que você acha?

Written by Ana Soares

Comentários

Deixe uma Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0

A palavra chave para irritar um Shiba Inu

Links para ver enquanto prepara o whey do dia